Destaques

Descubra como parar de perder vendas com a ruptura de estoque e não ter mais que falar aos seus clientes “tem, mas acabou”.

Quem nunca falou o clássico “tem, mas acabou” na loja? Essa frase tem vários significados, mas o principal e o que você transmite para os seus clientes é esse:  na região, só você tem determinado produto, ou comprar com você é melhor para os seus clientes. Mas por uma ruptura de gôndola, você não tem esse item no momento.

Essa frase faz parte do cotidiano de muitos empreendedores brasileiros, porque a ruptura de gôndola é uma ocorrência frequente nos pequenos negócios. Mas isso é um grande problema que, normalmente, as pessoas não prestam muita atenção. Mas são nos detalhes que desperdiçam-se oportunidades.

Seu cliente que só compra aquele produto com você não vai levá-lo pra casa hoje. Você criou uma expectativa nele que não conseguiu cumprir, e isso é péssimo!

Para saber mais sobre essa situação e evitar perder vendas, continue a leitura do artigo!

Estoque de papeis coloridos empilhados em uma prateleira.

Tem, mas acabou – o que é a ruptura do estoque?

Você já foi comprar algum produto específico em uma loja, mas esse item não estava disponível na gôndola ou até mesmo no depósito no momento? Isto é a ruptura de estoque: quando percebe-se que a mercadoria falta bem na hora da venda.

Quantas vezes isso aconteceu na sua própria loja? Possivelmente tantas que você não consegue nem contar. E não é só com o seu negócio: a ruptura de estoque é algo enraizado na cultura de compra de muitos pequenos negócios brasileiros e a própria rotina de pedidos de vários comerciantes prevê esse acontecimento.

Mas, se o lojista deixar para abastecer apenas quando forem vendidos todos os produtos, vão-se alguns dias de “tem, mas acabou” e de clientes perdidos no seu ponto de vendas até chegar o pedido.

Apesar dessa situação sem bem comum na realidade dos pequenos negócios brasileiros, essa prática acaba prejudicando o seu caixa!

Se o cliente não encontrou o que ele procura no seu estabelecimento, ele vai buscar na concorrência e pode até aceitar pagar mais para ter o que precisa. Mesmo se sua loja for referência, se for a única que comercializa determinado produto ou se o consumidor optar por outra marca, ainda sim essa falta de mercadorias vai frustrar sua clientela! E isso é a última coisa que você quer.

Ou seja, além de deixar o cliente na mão, com a ruptura de estoque você pode perder vendas! É o dinheiro que poderia entrar no seu caixa indo para o concorrente.

Para não prejudicar a experiência de compra do seu cliente e não perder oportunidades, é importante ter um cuidado especial para evitar a ruptura do estoque.

Sacolão com muitas frutas e verduras nas prateleiras. Acima, muitos cachos de bananas maduras pendurados.

Como evitar o “tem, mas acabou” e a ruptura de estoque?

O primeiro passo para abolir o “tem, mas acabou” da sua loja é ter um ótimo controle e organização do estoque. É fundamental acompanhar a entrada e saída das mercadorias da sua loja por diversos motivos:

  • Para saber quais produtos são os mais procurados pelos clientes;
  • Para evitar o encalhamento e perda de itens, o que resulta em prejuízos para seu negócio;
  • Para não deixar faltar o que o público precisa.

Essa tarefa precisa ser feita com frequência, até mesmo para identificar mudanças no comportamento de consumo das pessoas que frequentam seu estabelecimento.

Ter uma rotina de controle de estoque – seja usando métodos manuais, planilhas ou softwares automatizados – vai fazer um bem tremendo para a saúde financeira da sua empresa. Essa atividade vai te ajudar a enxergar padrões na saída das mercadorias para otimizar suas compras e perceber até novas oportunidades de negócio!

Outra rotina essencial para evitar a ruptura de estoque é a de pedidos. É importante saber exatamente o que você precisa, anotando corretamente cada item (com seu tamanho, cor e outras especificações), para fazer o pedido e abastecer sua loja com o que o cliente vai procurar.

Três prateleiras de vidro com garrafas transparentes de vodca enfileiradas.

Por isso, tire um tempinho do seu dia a dia para realizar o inventário dos produtos do seu estoque, além de definir os dias mais adequados para fazer suas compras com o fornecedor e de implementar processos para deixar o seu estabelecimento sempre bem abastecido. Pode acontecer dos produtos não serem repostos rapidamente e o cliente achar que não tem, saindo da loja sem nada.

Aliás, esse também é um ponto importante na história: o seu fornecedor. Não adianta você ter um excelente controle interno, mas o seu parceiro atrasar constantemente na entrega dos pedidos, não ter o que seus clientes querem ou fornecer produtos danificados e vencidos. Imagine a dor de cabeça em trabalhar com alguém assim? No fim das contas, é o seu cliente que será prejudicado.

Por isso, escolha fornecedores que tenham tradição e disponham de uma ótima estrutura logística, para entregar seus pedidos no prazo certo, na qualidade esperada e com segurança!

E caso haja algum problema no seu controle de estoque e você inevitavelmente caia no “tem, mas acabou”, é bom contar com um parceiro que faça entregas rápidas – melhor ainda se ele não cobrar nada por esse socorro!

Quer saber mais como fazer uma boa gestão das suas mercadorias? Confira nosso artigo sobre tudo que pode dar errado no seu estoque e não perca mais vendas nem dinheiro!