Home Destaque Atacado e varejo são diferentes, mas também iguais
defocused of shelf in supermarket

Atacado e varejo são diferentes, mas também iguais

0
29

Atacado e varejo são tão diferentes quanto água e vinho. O modelo de vendas é distinto, a área de atuação, a forma de se comunicar, o público-alvo e por aí vai. São dois segmentos com focos diversos, vendendo os mesmos produtos. Mas será que eles são tão diferentes assim? Será que não há um ponto onde eles convergem?

Hoje, o Fala Mart vai te explicar como atacado e varejo têm mais em comum do que você pode imaginar, além de mostrar como o sucesso de um pode alavancar o sucesso do outro! Vamos lá?

Atacado e varejo: como eles podem ser diferentes e semelhantes ao mesmo tempo?

Atacado e Varejo: diferenças e semelhanças

Antes de mostrar o que se assemelha no atacado e varejo, vamos deixar claro as diferenças entre um modelo e outro. Assim, fica mais fácil entender o trabalho de cada um.

O varejo vende diretamente para o consumidor final, que busca pequenas quantidades dos itens para usar no dia a dia. São pessoas comuns que visitam a mercearia do bairro ou hipermercados, a farmácia da esquina, o restaurante e o bar que seus colegas costumam ir e a casa de construção que já confiam.

Por isso, a comunicação com esse público é completamente diferente daquela usada entre as empresas e as condições oferecidas a esses consumidores também é distinta. Geralmente, os produtos vendidos por esse tipo de comércio vêm de atacadistas.

Assim, esse comerciante costuma lidar com empresas especialistas nas necessidades do varejista e do consumidor final. Um exemplo de atacado é o Martins, que está há mais de 65 anos no mercado e atende todo o Brasil, aliando a praticidade das compras pela internet com a confiança da loja do seu bairro.

Esse modelo de negócio oferece uma grande variedade de itens para os comerciantes, permitindo que abasteçam seu estoque com tudo que precisarem. Por isso, os preços unitários praticados pelos atacados costumam ser menores – agradando o bolso dos lojistas, que poderão vender os produtos com valores menores e, assim, conquistar mais clientes.

Atacado e varejo devem se preocupar com as necessidades do consumidor.

Nessa diferença já é possível ver como um negócio precisa do outro, não é mesmo? Se o varejista tem sucesso, alcançando um grande número de clientes, ele vai buscar mais produtos dos atacados. Esses atacados acabarão vendendo mais e poderão oferecer cada vez mais vantagens e produtos pro varejista.

Esse relacionamento entre atacado e varejo está interligado: o crescimento de um impulsiona o progresso do outro. Mas se um dos lados tem problemas, pode acabar prejudicando o desempenho da outra parte. Por isso, é importante formar uma boa parceria para que ambos saiam ganhando!

Seguindo essa linha de raciocínio, já podemos falar das semelhanças entre atacado e varejo: se tem tudo isso de diferente, o que faz os dois modelos de negócio também serem parecidos?

Você, varejista, quer seus clientes satisfeitos, correto? Quer que eles gostem tanto da sua loja que sejam clientes fiéis e, assim, alavanquem suas vendas. Também é desta forma com os atacadistas! O objetivo deles é oferecer a você as melhores condições e itens, para que você possa oferecer os melhores preços e produtos à sua clientela.

Assim, como você sabe o que o seu cliente precisa, o atacadista procura saber as verdadeiras necessidades da sua empresa – satisfazendo sua demanda e, consequentemente, a dos seus consumidores também!

Mas nem todo fornecedor é capaz de servir as melhores condições e produtos. É importante pesquisar qual empresa oferece aquilo que a sua loja precisa.

Como atacado e varejo crescem juntos? Confira suas semelhanças e diferenças.

Como escolher seu atacadista

Trabalhar com os melhores fornecedores é uma excelente forma de tornar seu comércio mais competitivo e conquistar mais clientes.

Escolher um bom atacadista permite com que o varejo ofereça produtos de qualidade a preços justos aos seus consumidores. Por isso, é fundamental optar por um fornecedor confiável e muito experiente em atender as necessidades dos pequenos e médios comércios brasileiros.

Adquirir as mercadorias de grandes atacadistas aumenta o leque de opções que você poderá oferecer ao seu cliente e, comprando em grandes quantidades, é possível fazer uma boa economia. Essa diferença pode ser um atrativo para o seu público e ajudar sua loja a aumentar as vendas.

Além de oferecer marcas de qualidade e bons preços, um atacadista deve ter um cuidado especial com a logística de entrega das mercadorias, ainda mais se for uma empresa que atue a nível nacional como o Martins. É indispensável ter galpões e armazéns pelo país e uma grande frota de veículos, além de processos extremamente organizados para não acabar levando itens errados, danificados ou fora do prazo combinado com os varejistas.

Essas pequenas observações já vão te ajudar a escolher o fornecedor mais adequado para o seu comércio. E por que não aproveitar as praticidades da tecnologia para fazer essa decisão? Descubra como comprar no atacado pela internet e facilitar a sua vida – sem cair em ciladas!

Deixe um Comentário!

DEIXE UMA RESPOSTA:

Please enter your comment!
Por favor, insira seu nome