Home Dicas Covid-19 Auxílio Emergencial da Caixa: tudo que você precisa saber para solicitar o...

Auxílio Emergencial da Caixa: tudo que você precisa saber para solicitar o seu

0
1902

Foi aprovado no início de abril o auxílio emergencial para trabalhadores de baixa renda. Os benefícios, que vão de R$600 a R$1200, serão pagos durante três meses e têm como objetivo amparar profissionais informais, autônomos e microempreendedores individuais (MEIs) durante a pandemia da COVID-19.

 

A transação está sendo feita pela Caixa Econômica Federal e os pagamentos começaram a ser realizados no dia 09 de abril. Para receber o auxílio, é preciso se cadastrar através do site ou do aplicativo oficial e esperar sua vez de acordo com a escala estabelecida pelo governo:

  • No primeiro grupo, estão aqueles que já faziam parte do Cadastro Único até o dia 20 de março;
  • No segundo grupo, estão aqueles que se inscreveram depois no Cadastro Único;
  • No terceiro grupo estão os beneficiários do Bolsa Família, que terão os recursos substituídos pelo auxílio emergencial.

A ordem dos pagamentos será feita de acordo com a data de aniversário dos cadastrados, e terão prioridade aqueles que já possuem conta no Banco do Brasil ou poupança na Caixa.

Quem tem direito ao auxílio emergencial? Como solicitá-lo? Essas e outras perguntas eu respondo pra você ao longo do texto. Vem comigo!

Mão em destaque segurando smartphone e cartão de crédito, no fundo desfocado há um notebook aberto sobre a mesa.

Quem pode receber o auxílio emergencial?

Essa medida foi criada para reduzir os efeitos da pandemia sobre as parcelas mais vulneráveis da população, ou seja, aqueles que não tem trabalho formal.

Por conta da quarentena da COVID-19, muitas empresas tiveram que fechar as portas temporariamente, cortando gastos para se manter no mercado. Nesse movimento, muitas pessoas perderam suas fontes de renda ou estão impossibilitadas de trabalhar até que as medidas de isolamento social sejam suspensas.

Portanto, o benefício é voltado para empregados sem carteira assinada, profissionais autônomos, microempreendedores individuais e contribuintes individuais da Previdência.

Os solicitantes também devem ser maiores de 18 anos, ter um CPF regular (sem pendências na declaração de Imposto de Renda ou com a Justiça Eleitoral) e estar dentro dos limites de baixa renda estabelecidos por lei. São eles:

  • Renda familiar mensal inferior a três salários mínimos (R$3.135,00);
  • Renda per capita (por membro da família) inferior a meio salário mínimo (R$522,50);
  • Rendimentos tributáveis inferiores a R$28.559,70, de acordo com a declaração do imposto de renda feita em 2019;

Também são excluídos do auxílio emergencial funcionários públicos (mesmo que em contrato temporário), trabalhadores que já recebem seguro-desemprego e beneficiários de BPC (benefício de prestação continuada), aposentadoria ou pensão.

É importante lembrar que cada família pode acumular até dois auxílios, recebendo R$1200 no total, e mulheres que sustentam o lar sozinhas têm direito a receber R$1200.

Como se cadastrar para receber o auxílio emergencial?

O primeiro passo para solicitar o benefício é realizar seu cadastro através do site ou do aplicativo da Caixa (lembrando que existe apenas um app oficial, que você encontra pelo nome de Caixa Auxílio Emergencial).

Quem já era registrado no CadÚnico (Cadastro Único para Programas Sociais do Governo) até o dia 20 de março de 2020 não precisa se inscrever novamente. Para esses beneficiários, o auxílio começou a ser pago no dia 9 de abril.

Fala, Mart!
Mas se você precisa se inscrever eu preparei um passo a passo pra te ajudar a entender melhor como fazer o seu cadastro. Veja só:

Passo a passo para inscrição via site ou aplicativo

  1. Acesse o site auxilio.caixa.gov.br/ e clique em “Realize sua solicitação” ou baixe o aplicativo Caixa Auxílio Emergencial na app store de seu celular.
Interface do site da caixa econômica federal com fundo azul e informações iniciais sobre auxílio emergencial.

2. Depois de ler os requisitos necessários para fazer a solicitação, clique nas duas caixinhas para declarar que está ciente e se enquadra nos critérios, e que autoriza o uso dos seus dados para validar as informações. Em seguida, clique em “Tenho os requisitos, quero continuar”.

Página de cadastro do auxílio emergencial da Caixa com listagem dos requisitos necessários para receber o benefício

3. Preencha seus dados conforme solicitado (nome, CPF, data de nascimento e nome da mãe), clique na caixinha “Não sou um robô” e em seguida no botão “Continuar”.

Página de cadastro do auxílio emergencial da Caixa com ficha de preenchimento dos dados pessoais do beneficiário.

4. Em seguida, é necessário cadastrar um número de celular para verificar seu cadastro. Informe o número, a operadora, a clique em “Continuar”.

 Página de cadastro do auxílio emergencial da Caixa com ficha de preenchimento do celular para verificação de número.

5. O código de verificação será enviado para o celular cadastrado via mensagem de texto. Ao recebê-lo, informe o número na página seguinte e clique em “Continuar”.

O código de verificação será enviado para o celular cadastrado via mensagem de texto. Ao recebê-lo, informe o número na página seguinte e clique em “Continuar”.

6. Em seguida, você deverá inserir alguns dados complementares para solicitar o auxílio emergencial. Informe qual era sua renda média mensal, sua ocupação, cidade e estado de residência. Clique em “Continuar”.

Página de cadastro do auxílio emergencial da Caixa com ficha de preenchimento dos dados pessoais do beneficiário.

7. O próximo passo é cadastrar as pessoas que moram na sua casa. Informe a relação de parentesco, CPF e data de nascimento de cada uma delas. Clique em “Continuar”.

8. Na sequência, é hora de escolher se você prefere receber o auxílio em uma conta bancária já existente ou prefere abrir uma poupança digital na Caixa. Preencha os dados solicitados de acordo com a opção escolhida e clique em “Continuar”.

Página de cadastro do auxílio emergencial da Caixa com duas opções de seleção para receber o benefício.

9. Antes de finalizar, verifique se todas as informações cadastradas estão corretas de acordo com o que é mostrado na tela. Assinale a caixinha para permitir o uso dos dados e para a abertura da poupança, caso essa tenha sido sua opção. Clique em “Concluir sua solicitação”.

Página de cadastro do auxílio emergencial da Caixa com resumo dos dados informados pelo usuário para verificação.

10. Pronto! Agora é só esperar o prazo de cinco dias úteis até que o governo analise seus dados para aprovar sua solicitação. Acompanhe os calendários e fique de olho da data de pagamento!

Tela final do cadastro para auxílio emergencial na Caixa.

E como o Martins pode te ajudar?

Não é só o auxílio emergencial que veio para dar suporte àqueles prejudicados pela pandemia. O Martins.com.br possui uma série de benefícios para ajudar o empreendedor a superar esse período difícil mantendo o negócio na ativa.

Quem compra com a gente tem direito a frete grátis o ano todo, promoções atualizadas diariamente em nosso atacado online, além do Cartão Super Empresarial que está com condições imperdíveis. Usando o cartão nas suas compras, você paga o preço à vista e ainda pode dividir em até 3x sem juros!

E além disso tudo, fique de olho nos conteúdos especiais que venho preparado sobre a COVID-19 e veja como podemos te ajudar ainda mais! Nós estamos juntos nessa!

DEIXE UMA RESPOSTA:

Please enter your comment!
Por favor, insira seu nome

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.