Home Dicas Black Friday Como fazer uma Black Friday de verdade na sua loja?

Como fazer uma Black Friday de verdade na sua loja?

0
721

Muitos consumidores ainda se perguntam se existe Black Friday de verdade no Brasil. Isso porque 2020 marcará a décima edição do evento aqui no país e, mesmo com o sucesso dos anos anteriores, ainda tem quem desconfie da autenticidade das promoções.

 

Por conta da pandemia, alguns consumidores e até mesmo alguns lojistas ainda não sabem se é possível fazer uma Black Friday de verdade com distanciamento social.

Independente se são justas ou não, essas desconfianças têm fundamento. Por falta de estrutura e planejamento, várias lojas acabam fazendo uma Black Friday meio “pela metade”: descontos fracos e, no pior dos casos, grandes descontos em preços inflados.

Todos sabem também que a crise da Covid-19 prejudicou vários setores do comércio, e é natural que o consumidor desconfie da disposição dos varejistas em oferecer preços baixos de verdade.

Mas, independente do motivo, essas práticas fazem parte da famosa “black fraude” e não ajudam ninguém. A boa notícia é que ainda dá tempo de fazer uma Black Friday de verdade até pra quem não se programou muito bem.

Quer ver?

mão de mulher, próxima a uma arara para roupas, segurando etiqueta com marca de 50% de desconto

Como fazer uma Black Friday de verdade?

Só existe um caminho para fazer uma Black Friday de verdade: oferecer os preços baixos que o público espera. Mas promoção boa também é aquela que você consegue fazer, e é melhor admitir que não dá do que dar um passo maior do que a perna.

Para não cair nesse erro, seja honesto sobre a situação do negócio e veja se cabe uma Black Friday no seu planejamento. Se a resposta for sim, ainda que no aperto, fique de olho nas nossas dicas e veja como fazer uma Black Friday de verdade na loja:

1) Não precisa ser a loja inteira

Quem disse que Black Friday de verdade é só aquela que dá desconto na loja inteira? É muito melhor vender produtos selecionados do que falar que a loja inteira está em promoção quando, na verdade, não é bem assim. O mesmo vale para descontos que não causam impacto nenhum – se a concorrência faz muito melhor, não tem como competir.

Por isso é tão importante definir com bastante antecedência quais produtos terão desconto. A decisão deve ser estratégica e levar em consideração os hábitos de consumo da sua clientela. Por conta da pandemia, novas demandas surgiram e é atrás delas que os consumidores vão correr.

Analise seu estoque e veja o que pode ter o preço reduzido de maneira considerável. Vale até escolher um único item e caprichar na divulgação, transformando essa “limitação” na identidade da sua promoção – e até fazer sua loja uma referência na Black Friday!

Que quarentener resistiria a uma superpromoção de aspiradores robô?

2) Precificação é a chave

Saber como precificar pode separar uma Black Friday de verdade de uma promoção que só traz prejuízos. Uma das características da edição de 2020 é que boa parte do público passou o ano economizando e vai aproveitar a data para resolver uma série de demandas que perderam prioridade por conta da crise.

A tendência, portanto, é que todos estejam ainda mais atentos aos descontos falsos, e pior do que não aderir à Black Friday é fazer promoções enganosas. Quem faz isso está mentindo para os clientes e pode manchar a reputação da loja. Um erro desses em novembro pode, inclusive, atrapalhar seu desempenho no Natal.

placas vermelhas de desconto em prateleiras de roupas

Mas atenção: é preciso atender às expectativas do público, mas sem sacrificar a parte financeira do seu negócio.

É hora de observar seus números e conferir todos os custos da operação, fixos e variáveis, considerando também investimentos necessários para realizar o evento, como reforços na equipe, divulgação e abastecimento de estoque. Não caia no erro de praticar uma margem negativa só para encher a loja, que o tiro pode sair pela culatra!

3) Compre barato

O único jeito de conseguir reduzir os preços e manter a lucratividade é comprando o mais barato possível. Os melhores negócios estão no atacado, obviamente, mas só um fornecedor parceiro é capaz de oferecer benefícios que vão te ajudar a vender ainda mais barato sem atrapalhar seu bolso.

No Martins.com.br, de cara você pode contar com frete grátis e cashback, dois diferenciais que impactam diretamente na precificação e te ajudam a cobrir as ofertas da concorrência sem perder margem de lucro. Variedade e logística de entrega sofisticada completam a lista de motivos que fazem do fornecedor o diferencial na Black Friday de verdade!

A novidade de 2020 é o nosso novo programa de relacionamento, o BEM do Martins. Além dos benefícios que você já conhece, clientes parceiros também terão direito a consultorias especializadas, treinamentos de equipe, além do cashback para descontos em compras futuras!

4) Invista na sua equipe

Outro ponto importante para o sucesso na Black Friday está no atendimento. Pode ter certeza que você não é o único lojista nesse momento reunindo esforços para fazer uma Black Friday de verdade, e uma das formas de se diferenciar da concorrência é com atendimento de ponta.

A pandemia vai mudar a dinâmica no ponto de vendas, e para evitar aglomerações todos precisam estar treinados para oferecer um atendimento ágil e eficiente, mas ainda cordial e atencioso. Os pontos mais sensíveis são o check-out, que deve trabalhar com rapidez para que não haja filas, e os serviços de entrega, para vendas pela internet.

Esse é outro aspecto importante da Black Friday 2020: depois de um ano inteiro em casa, muitos consumidores ainda vão preferir fazer suas compras online, e sua loja tem que estar pronta para atender esse público.

Isso significa equipes à disposição para dar assistência no Whatsapp e nas redes sociais, e uma força-tarefa para organizar a entrega dos pedidos sem atrasos e nem extravios. Como conseguir isso? Com muitos treinamentos, que devem começar agora!

homem com a mão no bolso olhando tablet em balcão e homem de avental realizando atendimento ao cliente

5) Divulgação, divulgação, divulgação

Se a Black Friday vai acontecer na internet, é preciso preparar o público com antecedência, principalmente se sua loja é mais conhecida pelo ponto de vendas. Com menos movimento nas ruas, infelizmente não vai dar para contar com aqueles folhetos com promoções e grandes agitos na porta do estabelecimento.

Para chamar o público, é preciso encontrá-lo nas redes, e não precisa esperar o mês de novembro para começar, viu? Os consumidores já estão pesquisando preços, produtos e lojas para investir e é preciso deixar claro que vai ter Black Friday de verdade na sua loja sim.

Nesse primeiro momento, vale adotar uma nova identidade visual nas suas redes sociais, criando um clima de curiosidade e expectativa. Aproveite para mostrar os preparativos da loja e como vão funcionar as vendas pela internet e os cuidados que a loja está tomando na prevenção da Covid-19.

Quando estiver com o mix e os descontos preparados, faça a divulgação com foco no marketing digital, usando as ferramentas de segmentação para chegar diretamente no público interessado nos seus produtos. Quem estiver procurando Black Friday de verdade precisa saber que vai encontrar ofertas de cair o queixo na sua loja!

Ainda está em dúvida do que vender? Então veja nossas sugestões de produtos direto do catálogo do Martins, com os melhores preços e vantagens para uma Black Friday de verdade e inesquecível!