Home Dicas Black Friday Como fazer uma black friday de verdade na sua loja?
Selo preto e branco escrito “Black Friday”

Como fazer uma black friday de verdade na sua loja?

0
454

Muitos consumidores ainda se perguntam se existe Black Friday de verdade no Brasil. As promoções de novembro já se consolidaram no calendário comercial do país, mas o termo “black fraude” também apareceu no vocabulário do público e não saiu mais.

 

Independente se é justa ou não, essa desconfiança existe por um motivo. Muitas vezes por falta de estrutura e planejamento, várias lojas acabam fazendo uma Black Friday meio “pela metade”: descontos fracos e, no pior dos casos, grandes descontos em preços inflados.

Isso sim é Black Fraude e não ajuda ninguém. Mas existe um jeito de não cair nessa até pra quem não se programou muito bem. Quer ver?

Selo preto e branco escrito “Black Friday”

Como fazer uma Black Friday de verdade?

Ninguém quer ficar pra trás, mas pior do que não aderir à Black Friday é fazer promoções enganosas.

Quem faz isso está mentindo para a clientela e manchando a reputação da loja. Um erro desses em novembro pode, inclusive, atrapalhar seu desempenho no Natal.

E aí? Vai ficar pra trás nas duas maiores datas comerciais do segundo semestre?Simplesmente não compensa.

Só existe um caminho para fazer uma Black Friday de verdade: oferecer os preços baixos que o público espera. Nem todo negócio possui a estrutura necessária para sustentar uma promoção assim, e tudo bem. Promoção boa é aquela que você consegue fazer, e é melhor admitir que não dá do que dar um passo maior do que a perna.

Para não cair nesse erro, seja honesto sobre a situação do negócio e veja se cabe uma Black Friday no seu planejamento. E se a resposta for sim, fique de olho nas nossas dicas e veja como fazer uma Black Friday de verdade na loja!

1) Não precisa ser a loja inteira

Corredor de supermercado

Quem disse que Black Friday de verdade é só aquela que dá desconto na loja inteira? É muito melhor vender produtos selecionados com um desconto enorme do que falar que a está tudo com desconto quando, na verdade, não é bem assim. O mesmo vale para descontos que não causam impacto nenhum – se a concorrência faz muito melhor, não tem como competir.

Analise seu estoque e veja quais produtos podem ter o preço reduzido de maneira considerável. Vale até escolher um único item e caprichar na divulgação, transformando essa “limitação” na identidade da sua promoção, que pode até fazer sua loja em referência na Black Friday!

2) Precificação é a chave

Pessoa usando aparelho leitor de preços em etiqueta

Saber como precificar pode separar uma Black Friday de verdade de uma “black fraude” ou de uma promoção que só traz prejuízos. Não adianta oferecer descontos arrasadores que estão muito além da sua capacidade de cobertura, vendendo mais baixo que seu preço de custo.

É hora de ficar a par dos seus números e conferir todos os custos da operação, fixos e variáveis, considerando também alguns investimentos necessários para realizar o evento, como reforços na equipe e abastecimento de estoque. Veja com seu fornecedor quais produtos terão os maiores descontos – já que a Black Friday vale pra eles também – para montar o mix de promoção.

Lembre-se que o Natal está aí, e você vai precisar de alguma margem de lucro para preparar a loja para ele também. Não caia no erro de praticar uma margem negativa só para encher a loja, correndo o risco de não conseguir se reerguer para o Natal!

3) Compre barato

Cartaz vermelho de promoção 50% off

O único jeito de conseguir reduzir os preços e manter a lucratividade é comprando o mais barato possível. Os melhores negócios estão no atacado, obviamente, mas só um fornecedor parceiro é capaz de oferecer benefícios que vão te ajudar a vender ainda mais barato sem atrapalhar seu bolso.

No Martins.com.br, por exemplo, de cara você pode contar com frete grátis e cashback, dois diferenciais que impactam diretamente na precificação e te ajudam a cobrir as ofertas da concorrência sem perder margem de lucro. Variedade e logística de entrega sofisticada completam a lista de motivos que fazem do fornecedor a carta na manga da Black Friday de verdade!

4) Documente tudo

Pessoas fazendo contabilidade

Mesmo com as ressalvas por parte do público, a Black Friday já virou tradição no Brasil e vai continuar se expandindo nos próximos anos. Quem conseguir fazer uma Black Friday de verdade em 2019, já pode começar a se preparar para a edição do ano que vem, já que promoção boa é sinônimo de esforço contínuo.

Documente todo seu faturamento, junto com os investimentos e os prejuízos, e guarde esses dados para que no próximo ano você consiga se planejar de maneira ainda mais estratégica e precisa. Quem conhece bem seu território pode arriscar passos mais largos, e quanto antes essa preparação começar, melhor!

Para mais conteúdos como esse todos os dias na sua timeline, fique de olho no LinkedIn do Martins.com.br!

Deixe um Comentário!

DEIXE UMA RESPOSTA:

Please enter your comment!
Por favor, insira seu nome