Home Dicas Black Friday Black Friday vale a pena? Descubra agora!
arte sobre a black friday 2021

Black Friday vale a pena? Descubra agora!

0
307

A Black Friday é uma das datas comerciais mais consolidadas e importantes do varejo brasileiro. Neste ano, a edição brasileira completa 10 anos de realização e de lá pra cá vem somando uma série de vendas recordistas. Por esses e outros motivos que a Black Friday vale a pena e você não pode ficar de fora da ação!

Vou te mostrar como a data vem evoluindo a cada ano e isso só reforça o poder da sazão nas vendas. O consumidor espera por esse momento e ao que tudo indica ele vai às compras sim.

E se prepare porque vamos falar muito de Black Friday por aqui, de hoje até novembro faremos um verdadeiro guia pra te capacitar para o evento. Aliás, o pós-data também, hein! Vou te ajudar a organizar a sua black e nada melhor do que começar esse planejamento cedo.

Nosso Especial Black 2021 vai reunir tudo que você precisa para fazer da data um recorde de vendas na sua loja. Bora então começar a entender por que a Black Friday vale a pena?

Ano a ano da Black Friday

Você sabe como a data surgiu e quais os reais impactos dela para o seu negócio? Hoje vamos falar um pouco sobre cada um desses 10 anos de história e te mostrar que a Black Friday vale a pena.

A ação comercial é originalmente norte-americana. Por lá a Black Friday acontece na sexta-feira após o Dia de Ação de Graças e é quando também se iniciam as vendas para o Natal.

A ação promocional se consolidou ao final do século XX, mas só ganhou o nome, que traduzindo para o português significa “sexta-feira negra”, entre as décadas de 80 e 90. Atualmente ela é o dia de maior número de vendas no país.

Devido ao sucesso que esse período proporciona para o varejo americano, com destaque nas vendas especialmente para o e-commerce, o Brasil e outros países como o Canadá e o México também passaram a aderir ao movimento.

Aqui no Brasil a primeira edição foi realizada em 2010 de forma pontual. Mas em 2011 foi estabelecida a primeira Black Friday Brasil oficial por meio de uma ação organizada pelo portal Busca Descontos.

A empresa foi pioneira em ofertas e big data no comércio eletrônico respaldada por uma grande rede de lojistas espalhados pelo país. A partir da segunda edição, em 2012, o evento comercial veio crescendo de forma gigantesca e batendo recordes de vendas ano a ano.

A ação se popularizou tanto que hoje ela se estende ao varejo físico e ao online também. E a gente não fala da boca para fora não, viu?! Separei cronologicamente os principais dados referentes a todas as edições para que você entenda que a Black Friday vale a pena sim e vou te mostrar em números reais.

2011

A ação de 2010 reuniu apenas 50 lojas online. Mas foi em 2011 que a campanha Black Friday Brasil ganhou corpo com uma expectativa modesta de movimentar R$15 milhões com as vendas no comércio eletrônico. E adivinha? A ação chegou a R$100 milhões em sua primeira edição.

Daí em diante foi só recordes atrás de recordes! As lojas físicas passaram a olhar com bons olhos para a data e também surfaram na onda. Muitos outros sites de vendas também aderiram ao movimento de forma independente, sem estar ligado ao site Busca Descontos.

2012

No ano seguinte, de cara, um aumento de cair o queixo. A edição movimentou o total de R$217 milhões no comércio eletrônico. Esse dado representa 117% a mais do montante de vendas registrado na edição anterior.

Naquele ano, o organizador Busca Descontos esperava um faturamento de R$ 135 milhões na data. Mas as ofertas nas lojas parceiras, que chegavam a até 75% de desconto em produtos, renderam muito mais que o esperado.

2013

Mais uma surpresa: R$424 milhões em vendas, o que representava 95% a mais do que o que foi movimentado na data anterior. Os valores também superaram as expectativas da organização, que pretendia movimentar cerca de R$340 milhões.

O balanço foi favorável mesmo considerando inúmeras críticas que a edição recebeu, além de milhares de reclamações de consumidores no site Reclame Aqui. O momento levantou o debate se a edição brasileira estava preparada ou não para atender a alta demanda.

2014

A nova edição da Black Friday Brasil continuou enfrentando problemas e recebendo reclamações, mas isso não foi suficiente para barrar o sucesso do movimento. Os valores conquistados em 2014 foram quase o dobro do ano anterior.

O evento saltou para mais de R$800 milhões movimentados em 24 horas de vendas online naquele ano. O destaque ficou para a categoria de eletrônicos, que representou 41,76% das vendas.

2015

Veio 2015 e com ele mais um recorde de vendas superado. A edição naquele ano foi realizada no dia 27 de novembro e alcançou o primeiro bilhão de reais com as vendas. Percebe o quanto a Black Friday vale a pena?!

A ação resultou em R$1,5 bilhão, número 76% superior do que as movimentações de 2014. Considere que naquele momento o Brasil vivia um momento de recessão econômica e, mesmo assim, o ticket-médio durante a edição da Black Friday ficou entre R$492,00 a R$76,00 gastos a mais por consumidor em relação ao ano anterior.

2016

No ano seguinte foi registrado mais um crescimento, porém um pouco modesto. As vendas da Black Friday 2016 atingiram cerca de R$1,9 bilhão. O valor foi 17% maior do que em 2015, porém a previsão era de que a data movimentasse R$2,1 bilhões.

2017

Em 2017 a meta esperada foi, finalmente, atingida. A edição chegou ao faturamento de R$2,1 bilhões com alta de 10,3% em relação a 2016. O número de pedidos na edição também cresceu 14%, passando de 3,3 milhões para 3,76 milhões.

2018

Chegamos a 2018 com um novo recorde de vendas no e-commerce. Isso porque a data promocional foi estendida, não apenas para uma sexta-feira, como para mais três dias. Durante todo o período da ação foram movimentados R$3,5 bilhões. Uma alta de 25%.

Consequentemente, o número de pedidos também cresceu, totalizando 6,14 milhões e o tíquete médio chegou a R$608. A estimativa era de que as vendas não ultrapassassem os R$2,43 bilhões. Os dados só reforçam que a Black Friday vale a pena!

2019

Os números seguintes também foram de alta para consolidação da Black Friday Brasil. Com um aumento de 23,6% em relação a 2018, as vendas de 2019 movimentaram R$3,2 bilhões em um único dia de edição.

2020

Chegamos, finalmente ao ano que, de fato, superou todas as expectativas. Foi o nosso primeiro ano de pandemia e num momento em que o futuro era incerto e a renda do consumidor brasileiro já não era mais a mesma.

Mesmo assim, a Black Friday Brasil mostrou para que veio e com as suas ações promocionais chegou ao faturamento de R$4,02 bilhões com as vendas de e-commerce. Foi mais de 25% de aumento nas vendas que em 2019 com mais de 6 milhões de pedidos, uma alta de 15,5%.

E quem contribuiu para esse boom nos números foram os lojistas, que abraçaram a ideia, mesmo em um ano de crise, e mostraram que a Black Friday vale a pena.

A edição também estendeu a ação promocional por mais tempo, proporcionando que o brasileiro pudesse pesquisar mais e garimpar os produtos desejados com os melhores preços.

Black Friday 2021

Seguindo os passos do ano passado, a edição 2021 também promete bons resultados. Muitos consumidores estão aguardando a Black Friday para poder fazer suas compras com o objetivo de poupar mais.

Neste ano, a data acontece no dia 26 de novembro e a tendência é que muitos varejistas aproveitem a tradição de estender as ações promocionais para o fim de semana, favorecendo mais ainda as compras.

Você já percebeu o quanto essa data impacta no faturamento do varejo, não é mesmo?! O quanto a Black Friday vale a pena não só para as grandes redes. Então tudo isso pode pesar na sua balança a partir de agora, para que já comece a traçar as estratégias para a ação na sua loja.

Caso você já tenha uma plataforma de vendas online, ótimo. Mas se não tiver, tudo bem também. Hoje é possível vender online pelo Whatsapp e pelas próprias redes sociais sem custo algum. Ou você ainda pode ter a opção de fazer parcerias com marketplaces a fim de inserir a sua loja no varejo online.

Obviamente, a loja física também tem que participar da ação. Você só precisa se preocupar com o atendimento personalizado, já que com as promoções a tendência é que o movimento aumente mais, e com a entrega.

Neste ano, a entrega expressa é uma das grandes tendências. O consumidor quer agilidade e, mesmo comprando pela Black Friday, quer a certeza de que o produto vai chegar rápido e com segurança.

Você está pronto?

Já pensou o quanto a sua loja pode faturar esse ano? No quanto a Black Friday vale a pena? Então é hora de começar a se planejar e partir para as vendas! E lembre-se que vou te ajudar a partir de hoje com diversos conteúdos no Especial Black 2021 para te capacitar ainda mais!

Hoje mostrei essa cronologia para que você entenda o sucesso das vendas ano a ano, além de perceber melhor porque a Black Friday carrega essa aura de maior ação do segundo semestre. Mas se prepare, porque tem muito assunto bom vindo pela frente e todos vão culminar num argumento em comum: a Black Friday vale a pena sim! E vale para todas as lojas, viu?

Já que falei sobre delivery, se ainda não tem esse serviço ou quer implantar um agora mesmo baixe agora – e de graça – o nosso Guia definitivo: como montar um delivery de sucesso. Nele tem tudo que você precisa para o seu segmento.

Até a próxima!