Considerada a segunda melhor data para o varejo, o Dia das Mães anima os comerciantes de BH.

Apesar do baixo crescimento da economia, inflação alta e juros maiores, o varejo prevê uma ‘leve” alta nas vendas no Dia das Mães. A expectativa é de que a data, considerada a segunda melhor em termos de faturamento para o comércio, superada apenas pelo Natal, movimente R$ 2,145 bilhões em Belo Horizonte,  capital mineira, 0,21% a mais do que o registrado no ano passado. No último ano o comércio cresceu 0,47% em maio quando comparado com o mesmo período de 2013. Os dados foram divulgados nesta quarta-feira pela Câmara de Dirigentes Lojistas de Belo Horizonte (CDL/BH).

Para a entidade, mesmo com o forte apelo emocional que o Dia das Mães representa, as vendas não devem ter um crescimento significativo. “As pessoas não deixarão de presentear. Mas este ano deve aumentar a procura por produtos de menor valor”, disse o presidente da CDL/BH, Bruno Falci. “Para incrementar as vendas, o comerciante pode apostar na comercialização de kits, estratégia que atrai a atenção dos consumidores por seu custo/benefício, além de auxiliar os homens na escolha dos presentes”, emenda.

Aproveite as condições especiais para parceiros do Martins para o Dia das Mães e lucre com a sazão do mercado.

Fonte: Jornal Estado de Minas

DEIXE UMA RESPOSTA:

Please enter your comment!
Por favor, insira seu nome

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.