Antigamente os preços eram determinados entre vendedores e compradores de forma individualizada, que passou a ser estabelecido de forma única.

A internet reverteu esta tendência de preços fixos para nos levar de volta a uma era de preços negociáveis.

–              Os clientes terão como comparar as ofertas dos vendedores

–              Os vendedores estão mais voltados para o marketing um a um coletando suas preferências, hábitos de compras e até mesmo limites de gastos dos clientes.

 

O preço funciona como o principal determinante na escolha dos compradores, e ainda é o principal determinante da participação de mercado e lucratividade.

 

Erros mais comuns na determinação de preços:

 

–              demasiadamente orientada para custos sem levar em conta, muitas vezes, se o preço se tornará competitivo.

–              não são revistos com frequência para capitalizar mudanças de mercado como aumento da inflação, por exemplo.

–              são determinados independentemente do restante do mix de marketing, em vez de embasado no posicionamento da marca.

–              não variam de acordo com diferentes itens de produto, segmentos e ocasiões de compra.

 

Mas como definir o preço de um produto ou serviço?

A definição do valor de venda deve cobrir os custos e despesas, gerar um lucro líquido e ainda ter um preço competitivo no mercado.

Para chegar a esse valor, o empresário deve considerar alguns aspectos, o financeiro (interno) e o mercadológico (externo).

 

Aspecto mercadológico

O aspecto mercadológico, ou externo, é o praticado pela concorrência, na mesma área de atuação no mercado. Fatores que influenciam diretamente são o conhecimento da marca, o tempo de mercado e o volume de vendas já conquistado.

 

Aspecto financeiro

O aspecto financeiro leva em conta os custos e despesas diretas (aluguel, água, luz, telefone, etc) e variáveis (comissão, por exemplo) e o lucro líquido.

Deve haver um equilíbrio entre esses dois aspectos, se o preço do produto encontrado no mercado for menor que a soma dos custos, é necessário que o empresário reveja seus cálculos e até mesmo se o produto é viável na prática.

 

Para calcular a previsão das vendas, veja algumas alternativas:

Analise as vendas de um período e projete-as para o mesmo período seguinte, levando em consideração concorrentes, novos produtos e datas especiais, como dia das Mães, natal.

Agora analise por meio de pesquisas de mercado a demanda de produtos que poderia ser atendida pela empresa. Aqui entram variáveis como atividade econômica da região, situação política, nível de renda, concorrência.

DEIXE UMA RESPOSTA:

Please enter your comment!
Por favor, insira seu nome

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.