Home Destaque Como aceitar o Pix no varejo físico?
Pessoa segurando celular próximo a leitor de cartão

Como aceitar o Pix no varejo físico?

0
238

Estou escrevendo esse texto em dezembro de 2020: o Pix foi lançado nacionalmente mês passado e, com esse pouco tempo de atividade, ele já é fundamental no varejo, tanto online quanto no físico. Agora, se você está lendo esse texto de 2021 pra frente, o Pìx já é praticamente obrigatório.

“Beleza, Mart, mas como aceitar o Pix? O que eu tenho que fazer?” – você deve estar se perguntando. Bom, tenho duas notícias: uma é boa e a outra melhor ainda. Preparado?

Aceitar o Pix no varejo físico é muito mais fácil do que você imagina. Pronto, essa é a boa notícia. E agora a melhor ainda: o Martins pode (e vai) te ajudar a realizar essa missão. O primeiro passo é ler esse texto, nele vou te explicar como aceitar o Pix e o que podemos fazer para te ajudar do lado de cá.

Pessoa no caixa usando o celular para pagamento.

Tudo pronto? Então vamos começar:

Se você não aceitar o Pix no varejo, está perdendo vendas

Bom, você provavelmente já sabe o que é o Pix, não é? É a modalidade de pagamento instantâneo que o Banco Central disponibilizou. Com o Pix, qualquer pessoa pode fazer pagamentos instantaneamente, sem a necessidade de usar um cartão de débito.

Basicamente, o Pix é a alternativa para o dinheiro. Se você aceita o Pix no varejo, aí na sua loja física, o pagamento feito por ele cai imediatamente na sua conta, do mesmo jeito que o dinheiro cai no caixa.

E também nem preciso te falar das vantagens – só esse parágrafo aí em cima já diz tudo. Só preciso te falar mais uma vez sobre como aceitar o Pix é extremamente necessário. O motivo? Simples: já tem gente querendo pagar só com ele. Inclusive no varejo físico.

Se você não aceita essa forma de pagamento, está perdendo vendas. É o mesmo caso dos cartões de crédito quando eles foram lançados – quem não aceitava, perdia uma parte do público que simplesmente não andava com dinheiro mais.

Pessoa segurando celular próximo a leitor de cartão

A realidade é essa: as pessoas vão andar cada vez menos com dinheiro na carteira. Você precisa aceitar o Pix para atendê-las bem.

Mas como?

Como aceitar o Pix no varejo físico

Lembra da boa notícia? Aqui te explico melhor: se você tem uma conta em um banco participante do Pix, não precisa se cadastrar no programa. Você já está participando.

O que você pode fazer é cadastrar uma Chave junto à essa instituição para começar a receber com uma identificação, mas isso é extra. Você não precisa cadastrar a Chave se não quiser – mas vai precisar autenticar cada transação com as suas informações bancárias – nome do titular e número da conta.

O cadastro da Chave é bastante simples, mas cada instituição tem um modelo específico para realizá-lo. Muitas já estão oferecendo por internet banking ou app e também contam com atendimento por telefone para te auxiliar.

E aí entra um trabalho de pesquisa que é simplesmente necessário. As instituições podem cobrar para oferecer o serviço, então vale a pena descobrir qual é o valor que você pagaria ao seu banco ou provedora de pagamentos e analisar a viabilidade.

É mais ou menos como a tarifa da sua maquininha de cartões. O Pix é gratuito para quem paga e realiza transferências, mas para quem realiza vendas através do canal, a sua operadora de pagamentos pode cobrar tarifas.

Como o custo por transação definido pelo Banco Central é mínimo (R$ 0,01 por pagamento ou transferência), muitas instituições estão oferecendo o serviço sem te cobrar nada a mais por isso. Mais uma vez: vale a pena pesquisar.

Smartphone com um código QR na tela

Como seu cliente paga usando Pix?

Uma vez que você tem tudo funcionando, é hora de receber do seu cliente. Ele vai fazer suas compras normalmente e, ao chegar no caixa, vai pedir a funcionalidade. E aí, como aceitar o Pix?

Existem variações entre as provedoras de pagamento, mas normalmente você gera um QR Code que é lido pelo app bancário do seu cliente e pronto – o pagamento foi concluído. Seu cliente também pode usar a Chave que você cadastrou para fazer seu pagamento.

Simples, não é? A questão é que você realmente vai precisar entrar em contato com a sua provedora para ter mais informações sobre como colocar o Pix para funcionar. E falando nisso, tem a notícia melhor ainda:

Use o Pix com a maquininha Única

A Única, parte do Sistema Martins, é a maquininha do varejo brasileiro. Todas as suas condições foram pensadas para facilitar a sua vida e, junto com todas as soluções Tribanco, ela é a melhor opção para quem está buscando vender mais e lucrar alto.

Com a Única, você também pode receber pagamentos via Pix. O Sistema Martins como um todo acredita que o varejo não pode nunca ficar parado no mesmo lugar e, portanto, nossos esforços sempre vão estar na atualização do seu modelo de serviços.

A Única tem o DNA do varejo e traz mais essa facilidade para te incluir no mundo dos pagamentos digitais. Por que você não vem conhecer o que oferecemos e já começa hoje mesmo a aceitar o Pix?

Acesse o site da Única e veja nossas condições. Para saber mais, você também pode ligar no 3003-5506. Ligue hoje e dê o primeiro passo para aceitar o Pix aí na sua loja física e comece a vender melhor.

A gente se vê no próximo texto. Um abraço.