Home Dicas Covid-19 Como vender no Google? Guia para os pequenos varejistas
Identidade visual do Google Meu Negócio. Ao lado, uma ilustração de loja com toldo azul e letra “G” do google.

Como vender no Google? Guia para os pequenos varejistas

0
575

Nunca vivemos um momento tão propício para expandir os horizontes dos pequenos varejistas. O isolamento social, trazido pela pandemia, tem estimulado o varejo de vizinhança a buscar novas alternativas para alcançar os consumidores, como vender no Google.

 

Sem dúvida nenhuma, o Google é, hoje, o maior e mais conhecido site de buscas do mundo, e é o primeiro recurso que vem à mente quando precisamos de qualquer coisa na internet. Quantas vezes você já respondeu algo com “procura no Google”?

Um consumidor que não pode sair de casa durante a quarentena e precisa fazer suas compras pela internet certamente vai recorrer ao serviço. Acessar um site de buscas é como dar uma volta pelo bairro em busca de lojas que atendem suas necessidades!

Por isso, meu amigo varejista, está mais do que na hora dos pequenos aprenderem como vender no Google. Além de continuar atendendo aqueles que estão próximos, a ferramenta pode ser sua chance de expandir os negócios e vender pra cidade inteira!

Mãos de uma pessoa sobre teclado de notebook ligado com a interface do Google na tela.

Como vender no Google: guia para os pequenos varejistas

O Google é bem versátil, existem diversas formas de usá-lo como ferramenta para impulsionar as vendas. E você certamente já o usou na hora de prospectar clientes, analisar a concorrência e entender melhor o perfil da loja.

Mas hoje eu vou mostrar aos pequenos varejistas como vender no Google usando as ferramentas que a própria plataforma proporciona. É isso mesmo, o site oferece muitos serviços para ajudar quem deseja aproveitar todo o potencial para vender mais! Só é preciso aprender como elas funcionam, e eu te mostro isso a seguir!

Google Meu Negócio

google-meu-negócio-pequenos-varejistas

Simples e gratuito, o Google Meu Negócio é o primeiro passo para quem deseja aprender como vender no Google. Por meio dele é possível organizar as informações exibidas quando alguém pesquisa pela sua empresa, como telefone e localização, garantindo que todo mundo chegue até você.

A ferramenta também permite que os usuários deixem comentários, que você pode (e deve) responder para aprimorar o relacionamento com os clientes. Essa é uma prática essencial para os pequenos varejistas!

Para começar, basta acessar https://www.google.com/intl/pt-BR_br/business/ e inserir seus dados.

Google Shopping

Identidade visual do Google Shopping. Ao lado, um ícone de etiqueta azul e cinza

O Google Shopping surgiu para ajudar aqueles consumidores que estão fazendo a famosa pesquisa de preços. Basta digitar o nome do produto desejado que o Google mostra as opções disponíveis junto com imagem, preços e links para compra na página principal ou na guia “shopping”.

Mas para aparecer nessa seleção, é preciso pagar pelo serviço! O valor varia de acordo com o desempenho da campanha e é você quem decide o quanto quer investir, mas esse preço será influenciado por fatores como concorrência, volume de buscas e posição do anúncio.

Ou seja, para aparecer entre os primeiros resultados logo de cara, é preciso pagar mais. E quanto mais concorrência seu produto tiver, maior será esse valor.

Para colocar seus produtos no Google Shopping, faça o cadastro no Google Merchant Center e siga todos os passos. A etapa mais importante é disponibilizar uma planilha detalhada com todas as informações das mercadorias, o que pode ser feito manualmente ou por meio de serviços que integram o Google à sua plataforma de e-commerce.

Google Ads

Identidade visual do Google Ads, nas cores azul, amarelo e verde

Já falei por aqui sobre o Google Ads, ele é o principal serviço de publicidade do Google. E é aquele que sempre surge como resposta quando alguém pergunta “como vender no Google?”.

Quando falei sobre marketing digital, destaquei a importância de usar estratégias para que a empresa possa ter uma posição privilegiada no ranking de buscas da plataforma. E é o Google Ads que ajuda nisso!

Ter uma página bem posicionada na internet é como se você tivesse uma loja em um local bem movimentado e privilegiado da cidade.

Fala, Mart!
Pelo Google Ads você também consegue segmentar seus anúncios, para que eles apareçam apenas para aqueles usuários que possuem um perfil coerente com o seu público-alvo, mais propício a fechar negócio. Por exemplo: se sua loja só atende dentro do município, não faz sentido exibir anúncios para moradores de outra cidade, certo?

O cadastro pode ser feito na página do Google Ads, onde você irá definir as preferências da campanha de acordo com a realidade da loja. As taxas funcionam de forma parecida com as do Google Shopping, e podem ser facilmente adequadas ao orçamento disponível no momento.

Google Maps

Identidade visual do Google Maps. Acima logo nas cores verde, amarelo, azul e cinza com localizador vermelho.

Muitos consumidores estão usando o Google Maps para identificar quais estabelecimentos estão funcionando durante a quarentena. Caso seu negócio esteja com as portas abertas, é imprescindível que ele “exista” na plataforma, para que os clientes possam encontrá-lo.

Além do endereço, o serviço fornece informações como horário de funcionamento, telefone e mídias sociais, tudo isso de graça! Muita gente esquece de mencionar a importância do Google Maps ao pesquisar sobre vendas no Google, mas a ferramenta nunca foi tão útil quanto agora.

Para se cadastrar, verifique se sua empresa já aparece na plataforma. Se já estiver lá, basta solicitar a edição e acrescentar mais informações, incluindo fotos em alta resolução. Se não, você vai precisar incluir a loja como um “lugar” no Google Maps.

Depois de buscar seu endereço, clique em “adicionar lugar ausente” e preencha todos os dados. Em seguida, clique em “reivindicar esta empresa” e complete o cadastro. As informações serão adicionadas automaticamente. Mas para acessar a página administrativa, com estatísticas e outros dados internos, será preciso confirmar sua identidade.

Esse é um guia básico de como vender no Google para os pequenos varejistas que estão começando agora, mas o serviço oferece inúmeras outras possibilidades. Para conhecer mais, explore o Google Merchant Center.

E para mais dicas como essa você já sabe: continue comigo na série especial so bre a COVID-19 aqui no Falamart!