Mercado de e-commerce de medicamentos brasileiro conta com 450 mil lojas virtuais.

O mercado corporativo está cada vez mais acirrado. Empresas de diversas segmentações começam a migrar para plataformas digitais com o objetivo de ampliar seus canais de comunicação e venda junto à população. A Drogaria Nova Esperança, um dos maiores varejistas do setor de medicamentos, tem apostado no mercado corporativo para expandir seus negócios pelo Brasil. Atualmente, o carro-chefe de vendas da empresa é o seu E-commerce de medicamentos e produtos farmacêuticos.

O comércio eletrônico brasileiro é composto de 450 mil lojas virtuais ativas, entretanto apenas 15% das companhias possuem endereços físicos. “Temos apenas uma loja física que está situada em Pirituba, em contrapartida, conseguimos atender todo o Brasil através do nosso e-commerce”, comenta o diretor da Drogaria Nova Esperança, Marcos Dávida.

Seguindo em contramão a economia atual, os e-commerces vêm apresentando uma estabilidade e até mesmo um crescimento considerável perante o mercado. A previsão para 2015 é de um crescimento de 0,3% do mercado tradicional, de acordo com o Fundo Monetário Nacional. Já o comércio eletrônico prevê um crescimento de 20%.

Fonte: SEGS.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA:

Please enter your comment!
Por favor, insira seu nome

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.