Home Dicas Covid-19 O que fazer com o estoque parado na loja?

O que fazer com o estoque parado na loja?

0
360

Em muitos setores do comércio, a pandemia do novo coronavírus trouxe uma mudança expressiva no movimento da loja. Dependendo do segmento, mesmo quem conseguiu manter as portas abertas durante a quarentena sofreu um impacto negativo no faturamento, gerando um problema que assombra comerciantes com ou sem Covid-19: o estoque parado.

 

As mercadorias encalhadas nas prateleiras não representam só um dinheiro que você está deixando de ganhar, mas um prejuízo em potencial.

Sem vendas não há faturamento, o que reduz o fluxo de caixa trazendo consequências para toda a cadeia comercial da empresa. Com menos receita para pagar os colaboradores e outros custos fixos, menos dinheiro para investir em novos produtos e melhorias e até mesmo alternativas para driblar o estoque parado.

Se não for corrigido logo, esse ciclo vicioso pode levar ao endividamento da empresa, demissão de funcionários e até mesmo falência. Parece drástico, mas em muitos casos tudo começa com algumas mercadorias paradas no fundo da prateleira – quanto mais tempo elas ficam lá, mais dinheiro você perde no processo.

E aí, vai deixar o estoque parado prejudicar a saúde financeira da sua empresa? Continue a leitura e veja como contornar esse problema mesmo diante do cenário desafiador trazido pela pandemia.

Caixa de papelão em destaque sobre piso de madeira. Ao fundo pilhas de outras caixas de papelão ocupando toda a imagem.

O que fazer com o estoque parado?

Estoque parado é um problema muitas vezes associado a investimentos mal feitos, compras sem planejamento e gestão de estoque ineficaz. Todos esses diagnósticos são possíveis, claro, mas a pandemia e o isolamento social trouxeram mudanças para os hábitos de consumo e isso pegou de surpresa até o mais bem preparado dos negócios.

Mesmo com a crise as pessoas continuam consumindo, mas isso não significa que as compras estão seguindo o mesmo padrão de antes. É hora de rever suas estratégias para reinventar o negócio – e o estoque – de acordo com as demandas do momento e correr atrás do tempo perdido.

Olha só algumas sugestões:

Como está sua gestão de estoque?

Mulher loira de camisa e calça jeans segurando tablet parada em meio a várias caixas de papelão.

Um dos grandes perigos do estoque parado é que muitos varejistas só percebem o problema quando ele atinge níveis extremos. A culpa, muitas vezes, é da gestão de estoque – ou melhor, a falta dela. Como saber que seus produtos estão encalhados se você não acompanha e controla o que entra e sai da loja todos os dias?

Manter esse controle te dá uma noção clara da movimentação dos seus produtos. Por isso, conheça melhor o perfil de compras da sua clientela para então tomar decisões muito mais estratégicas e certeiras.

Sabendo o que entra e o que sai você faz compras mais inteligentes, investe melhor e pode contornar o estoque parado antes mesmo que ele se torne um problema.

Dependendo do tamanho da empresa, a gestão de estoque pode ser feita até mesmo manualmente, com uma planilha no computador. Mas você também pode contar com uma série de softwares especializados que facilitam o controle e são menos passíveis de erro – o que te ajuda a manter uma gestão integrada de todos os processos da loja.

Merchandising, seu grande aliado

 Corredor de supermercado com duas prateleiras de produtos do lado esquerdo e do lado direito e linha de prateleiras ao fundo

Já falei algumas vezes aqui no blog do FalaMart sobre a importância das técnicas de merchandising para o faturamento da empresa. Em resumo, trata-se de estratégias baseadas no posicionamento dos produtos na loja visando a otimização da experiência de compra e, consequentemente, das vendas.

O planograma de gôndola, por exemplo, mostra como a localização de uma mercadoria na prateleira pode fazer diferença no giro desse item. Se o cliente não enxerga o produto, se ele está guardado em um local de difícil acesso, ou sem destaque nenhum, como ele vai querer comprar?

Mesmo com o estoque parado, não deixe suas mercadorias encalhadas pela loja. Dê uma posição de destaque a esses produtos em lugares visados como as prateleiras de entrada ou o check-out. Esse pode ser o detalhe que estava faltando para impulsionar as vendas.

Ninguém resiste a promoções

Mulher idosa com máscara facial e luvas assinando recibo em um tablet segurado por entregador. Ao lado, cesta com compras.

Diminuir os preços é outra excelente forma de movimentar um estoque parado. Aliás, dá para unir as ofertas com técnicas de merchandising, dedicando uma seção da loja para itens em promoção – que podem ser substituídos de tempos em tempos de acordo com sua necessidade.

Dependendo da gravidade do caso, às vezes compensa abrir mão da margem de lucro de alguma mercadoria para cobrir os seus custos. Você pode até não ganhar dinheiro, mas não perde o valor que já foi investido.

Esse cenário, no entanto, é para quem está vivendo o extremo do estoque parado. Existem outras formas de tornar seus preços mais atrativos, como oferecer algumas vantagens na hora da compra, como frete grátis, descontos progressivos ou formas de pagamento mais flexíveis.

Para quem está apostando nas vendas pela internet, a entrega gratuita costuma ser determinante para que um cliente dê preferência a uma loja ao invés de outra.

Outra consequência complicada do estoque parado está no vencimento das mercadorias, mas isso é uma outra conversa. Continue comigo e veja como vender produtos próximos do prazo de validade.

DEIXE UMA RESPOSTA:

Please enter your comment!
Por favor, insira seu nome

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.