Home Destaque Fazer propaganda é diferente de fazer um bom marketing!

Fazer propaganda é diferente de fazer um bom marketing!

0
1577

Pare tudo o que você está fazendo! Sua propaganda está dando certo? Você tem certeza? Se não dá pra saber ao certo, este texto foi feito pra você. Fazer propaganda é bem diferente de fazer um marketing que vende, e acredite: não é só empresa grande que consegue, a sua também pode aplicar os mesmos métodos e vender muito!

Hoje vamos te ensinar a como fazer propaganda e ações de marketing eficientes para que sua empresa venda mais! Podemos começar?

fazer-propaganda-iphone-x

Mais que fazer propaganda: como usar o marketing para aumentar as vendas

Uma boa estratégia de comunicação e marketing tem o poder de aumentar o alcance da marca, construir uma imagem positiva e, consequentemente, trazer mais clientes. Porém, para que essa ação dê os resultados desejados, é preciso considerar alguns pontos importantíssimos.

E quando a gente fala assim, com esses nomes difíceis, parece que esses conceitos são muito distantes da vida real, coisa de agência de publicidade ou de grandes empresas com departamentos de marketing super eficientes. Fazer propaganda sendo pequeno parece difícil demais.

Mas não é! Nos próximos tópicos, vamos mostrar alguns pontos simples que você pode começar a aplicar agora. Se sua estratégia de marketing não está atingindo o que você esperava ou se ela nem existe, confira nossas dicas!

Conceituação

Toda ação de marketing precisa ter um conceito por trás. Essa definição é o que guia a estratégia de divulgação: como a mensagem será veiculada? Que aparência terá a peça de comunicação? O que será falado ao público-alvo? Qual o posicionamento da marca? Qual problema deverá ser resolvido ou qual objetivo deve ser alcançado?

Por exemplo, um post no Instagram precisa falar alguma coisa – isto é o conceito. O que será feito após essa decisão é o que irá formar a peça de divulgação.

Nesta etapa, algo que faz a diferença é a pesquisa. Nada é criado do absoluto nada, tudo tem alguma referência por trás. O jeito que você faz a gestão e operações da sua empresa é baseado em modelos que já viu em outras, certo? Por isso é importante analisar o que os outros negócios estão fazendo em suas peças de comunicação, inclusive vendo os exemplos da concorrência.

Claro, pesquisa é completamente diferente de plágio. Não se faz uma cópia, e sim busca-se inspiração e comparação, colocando o seu estilo e de seu público-alvo na peça e nas outras estratégias de comunicação. Assim, você aproveita o melhor do que os outros estão fazendo e imprime o jeito da sua marca na divulgação.

Além disso, você deve pesquisar as preferências, necessidades e repertório do público-alvo para saber como atingi-lo eficientemente. Quem não pensa nisso acaba gastando dinheiro, tempo e esforços em uma mensagem que não alcançará as pessoas que comprariam da sua empresa.

Como um conceito se apresenta?

Vamos ficar só um pouco mais técnicos aqui: o conceito é a união da ideia com o objetivo a ser atingido.

Vamos pensar em um objetivo: você quer fazer uma campanha para anunciar que seus preços vão baixar 50% em uma semana específica. O que você quer comunicar, então, é esse desconto especial por tempo limitado. Esse é o seu objetivo. Como você vai traduzi-lo em uma imagem ou texto é o conceito. Veja dois exemplos para ilustrar melhor:

  • Paraquedas: todas as imagens da campanha vão fazer referência a um salto de paraquedas – “Os preços estão caindo!”.
  • Chuva: todas as imagens vão falar mais ou menos a mesma coisa – “É uma chuva de descontos!”.

Viu só? É mais simples do que parece, mas faz toda a diferença. Se você for fazer um outdoor, um banner para a loja ou até mesmo propaganda na TV, sempre vai haver uma lógica entre todas as artes.

Estratégia

Agora é a segunda etapa – definir como será feita a campanha de marketing. Pense nas seguintes questões: onde é melhor publicar sua mensagem? Será que compensa colocar propaganda no rádio ou na TV? Pagar uma publicidade em jornal ou investir em assessoria de imprensa? Usar somente as redes sociais e internet?

A resposta de todos esses questionamentos está no seu público-alvo. É preciso saber a que meios de comunicação ele tem acesso e atualmente utiliza, descobrindo assim onde é o melhor lugar para divulgar a sua marca. Fazer propaganda é fácil, mas fazer propaganda direcionada é um pouco mais trabalhoso.

Se seu público utiliza mais o Facebook do que escuta o rádio, tem certeza de que seria melhor investir no segundo? E se ao invés de pagar uma publicidade no grande jornal da região, você apostar no jornal de bairro que é focado no perfil de pessoas que você quer atingir? Tudo isso são reflexões que tornarão sua campanha mais assertiva ao realizar um bom estudo de público-alvo.

fazer-propaganda-graficos

Métricas

Não adianta nada investir na melhor ação de marketing e fazer propagandas lindas se você não souber se elas estão realmente atingindo o público desejado ou alcançando os resultados esperados. Por isso as métricas são fundamentais para medir a efetividade das campanhas e descobrir o que precisa ser melhorado.

São várias as maneiras de medir o impacto de uma propaganda. Número de cliques, taxa de conversão, ligações, alcance previsto da audiência são algumas métricas que devem ser observadas.

Claro, é muito mais difícil saber como estão os resultados de um outdoor, por exemplo, mas ainda assim é possível controlar se houve um aumento das vendas após sua instalação ou disponibilizar um telefone somente para essa ação.

Os canais online oferecem facilidades nesse sentido: geralmente os sites, blogs e redes sociais geram relatórios de quantas pessoas acessaram ou foram impactadas pela comunicação e, no caso de campanhas pagas, o número de informações é ainda maior!

Segmentação por gênero, horário, localidade, taxa de conversão, entre outros, são algumas opções que podem ser visualizadas e até pautar as próximas ações.

Experiência

O que você oferece nas suas comunicações é o mesmo que o cliente encontra na empresa?

Ele pode ver mil propagandas falando bem da sua marca, mas se ele for mal atendido ao chegar no estabelecimento ou houver uma distância entre a expectativa que ele criou com a publicidade e a realidade no negócio você terá sido bem sucedido nos anúncios, mas estará vendendo mal. E todo o esforço vai pelo ralo.

fazer-propaganda-cafeteria

Por isso, além de investir em marketing e fazer propaganda, é fundamental apostar no atendimento que seu cliente terá ao chegar na empresa.

Colaboradores bem treinados e respeitosos, várias formas de pagamento, produtos/serviços de qualidade, diversas facilidades, um bom trabalho de pós-venda… são muitas as oportunidades para encantar o público e fidelizá-lo.

Viu só como fazer marketing e fazer propaganda são duas coisas diferentes? Se você achou tudo isso bem complicado, não desiste não: vamos continuar essa conversa em breve! A gente tem um artigo aqui no Fala Mart que serve justamente pra isso, manter o diálogo aberto. Vamos falar sobre marketing para pequenos negócios?

DEIXE UMA RESPOSTA:

Please enter your comment!
Por favor, insira seu nome

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.