Home Destaque O que é fluxo de caixa e como fazer?
Pessoa segurando notas de dinheiro

O que é fluxo de caixa e como fazer?

0
916

Afinal, o que é fluxo de caixa? A primeira coisa que você deve saber é que é um sistema de controle que analisa as entradas e as saídas de seu negócio – ou seja, tanto o que recebe quanto o que você paga – e mostra como anda a saúde financeira da empresa de forma mais detalhada.

 

Isso ajuda o gestor a saber onde investir, como cortar gastos que sejam desperdício, onde se organizar melhor, etc. A ideia é que ter essa organização financeira ajude a manter sempre que possível capital de giro e ajude a prever gastos e evitar surpresas.

Aprender como fazer fluxo de caixa e estabelecer uma rotina em gerenciá-lo pode parecer difícil, mas tomando algumas medidas básicas de organização, você ajuda seu negócio a funcionar melhor. Existem alguns passos básicos na hora de organizar seus procedimentos.

Pessoa segurando notas de dinheiro

Como fazer fluxo de caixa ajuda a empresa?

O monitoramento dessas movimentações financeiras ajuda e muito seu negócio a prosperar. Existem algumas vantagens que todo gestor vai apreciar. Sabendo, por exemplo, em quais épocas a mercadoria sai com menor frequência, você pode estabelecer promoções e chamar clientes. Notando os meses com superávit, você planeja quando reinvestir em seu negócio (por exemplo, reformas).

Já na parte de economias, sabendo quais sãos seus gastos com fornecedores, você pode montar um esquema de entregas e reabastecimento de estoque que combine com cada mês. Ou até notar padrões em contas e consertos que estão pesando no orçamento. Basicamente, é um passo para manter sua saúde financeira.

Pessoa segurando cartão em frente a laptop

Passo-a-passo para montar o seu

Agora que você já sabe como fazer fluxo de caixa ajuda a manter sua empresa lucrativa, é hora de aprender os passos mais importantes nessa tarefa. A primeira parte do processo é organizar as movimentações entre entradas e saídas.

Entradas

Aqui entram as movimentações positivas de seu negócio. Isso é: suas vendas (sejam elas à vista ou parceladas) e retornos de investimentos. Esse é o primeiro passo de como fazer fluxo de caixa: saber quando e como você está vendendo. Além de organizar as finanças, ajuda a prever épocas de maior e menor ganho nas vendas.

Saídas

Nessa categoria entram diferentes despesas. São as contas fixas, como fornecedores, contas de água, contas de luz, aluguel, salários de funcionários, taxas bancárias, telefone, impostos, serviços terceirizados como limpeza ou contabilidade.

São também as contas sazonais ou que variam mês a mês, como consertos, investimentos em reformas, manutenção de equipamentos, quitação de dívidas e empréstimos, etc.

Portanto, o que é fluxo de caixa? O registro e a diferença diários entre essas movimentações. É interessante que isso seja realizado diariamente, ou seja, o gestor seja responsável por fiscalizá-las sempre. Além de evitar potenciais perdas (se as contas não baterem, é mais fácil verificar erros no mesmo dia), isso ajuda a tornar o planejamento mensal e anual mais precisos e mais fáceis, já que categoriza as despesas e mostra as sazonalidades de seu negócio.

Calendário mensal em caderno pautado

Como montar sua planilha de caixa?

Separe as datas e categorize gastos em entradas e saídas

Faça uma tabela que separe as datas por dia (ou semana ou mês, dependendo da necessidade de seu negócio) e coloque ao lado uma lista de suas entradas e saídas comuns. Você sempre pode adicionar mais categorias depois, mas é importante que a tabela contenha todas as movimentações fixas.

Crie uma coluna para previsões e uma para realizados

Agora que você já tem as datas e as movimentações de seu fluxo de caixa, é importante separá-lo entre a previsão e a realidade. Isso é: você esperava vender R$10000 naquele mês em dinheiro e acabou vendendo R$12000? É bom que isso fique registrado para saber como as entradas se adequam às expectativas.

Vale também para as despesas: as contas foram mais altas do que o previsto? É interessante que ambos os números estejam lado a lado para que você saiba onde foram os gastos imprevistos e como evitá-los. Assim, você percebe rápido onde perde dinheiro.

Agora que você já sabe o que é fluxo de caixa, não deixe de adotá-lo em seu negócio!

Veja mais dicas para gestores no Linkedin do Martins.com.br!

DEIXE UMA RESPOSTA:

Please enter your comment!
Por favor, insira seu nome