Home Dicas Infraestrutura Furto no varejo: como evitar que ele aconteça na sua loja?

Furto no varejo: como evitar que ele aconteça na sua loja?

0
2669

O furto no varejo é um problema grave. Além de envolver o óbvio prejuízo financeiro, já que você está perdendo mercadorias, ainda tem a questão da segurança. Viver sob ameaça de ser roubado traz um estresse que ninguém precisa passar na vida.

 

A única forma de se proteger dessa situação de imediato é se prevenindo. Lógico que há outras medidas a se tomar a longo prazo, mas a prevenção é a primeira linha de defesa que você tem contra o furto no varejo e os roubos em geral.

Neste texto, nós trazemos algumas dicas para você começar a se prevenir e evitar perdas do seu patrimônio. E aí, vamos com a gente acabar com o furto no varejo?

A imagem apresenta uma pessoa com moletom e capuz, simbolizando o furto no varejo.

Seguro empresarial: você sabe como funciona?

Garantir que os bens da sua loja estejam em segurança depende de medidas cautelosas tomadas diariamente. O seguro empresarial permite que o empresário não corra tantos riscos e evite prejuízos financeiros. Mas você pode estar se perguntando: “todo tipo de negócio precisa de um seguro?”. A resposta é: sim!

Infelizmente, todos os tipos de empresas correm o risco de sofrer furtos. É muito comum ouvirmos histórias de negócios que foram roubados, e isso deve ser colocado como um fator de risco para a saúde financeira do seu investimento.

Mas fique tranquilo! Com uma boa apólice empresarial seu estabelecimento fica protegido de imprevistos desse tipo. Equipamentos e mercadorias valem dinheiro e ninguém quer ser pego de surpresa, né?

Quero fazer um seguro, como devo proceder?

Antes de mais nada, decidir como contratar um prestador de serviços deve ser uma medida cautelosa e muito bem planejada. Conheça as necessidades e os riscos do segmento em que você atua. Dessa forma, é possível analisar as melhores opções oferecidas e tomar a decisão certa. Vamos ao passo a passo?

1- Documentação

O primeiro passo é separar a documentação (CNPJ, endereço e possíveis boletins de ocorrência). Geralmente, as seguradoras oferecem um formulário para você preencher ou realizam uma visita técnica para entender as suas necessidades.

E esse é o momento fundamental para avaliar os seus riscos. Todas informações e inseguranças que te assombram devem ser colocadas em jogo: seja sincero e não esconda nada.

2 – Apólice

A apólice é o documento oficial do seguro que foi contratado. Leia com calma e veja se o que está nela foi o que ficou combinado entre vocês. A apólice garante que o acordo firmado seja cumprido quando precisar solicitar os serviços da seguradora.

3 – Coberturas básicas e adicionais

Você deve estar se perguntando se há a necessidade de contratar tudo que foi ofertado pela empresa de seguros ou se o plano mais básico te atende. Essa resposta depende muito. Tanto do que você possui no ambiente que será protegido quanto pelo valor dele.

Nesse caso, avalie levando em consideração o quanto pode custar contratar um serviço que não é completo e se você está disposto a correr esse risco.

Apesar da contratação do seguro, alguns cuidados fazem a diferença na hora de espantar criminosos. Separamos algumas práticas positivas:

Cuide dos arredores da loja

Primeiro de tudo, antes de lidar com as questões internas para prevenir o furto no varejo, é necessário que você veja como é a estrutura física da loja do lado de fora e os seus arredores.

Estamos falando da fachada mesmo: a calçada, sua iluminação e os terrenos ao redor. Quando você deixa tudo bonitinho, fachada bem iluminada e pintada, calçada lisa e luzes acesas durante seu funcionamento à noite, seu exterior fica mais atrativo para os clientes e muito menos interessante para os ladrões.

Se houver algum lote vago ao lado da sua loja, é importante entrar em contato com o proprietário sempre que o mato começar a querer dominá-lo. Plantas altas costumam ser as preferidas dos ladrões, que conseguem se esconder com mais facilidade.

A prevenção ao furto no varejo começa aí, arrumando o lado de fora!

Ajustes no interior da loja voltados para a prevenção

Para fazer um bom trabalho de prevenção de furtos na loja, é necessário que você tenha algumas condições para que esses esforços dêem frutos. E, essas condições são fáceis de atingir: é só fazer algumas mudanças no interior das lojas.

Essas adaptações visam a segurança e vão reduzir as ocorrências de furto simplesmente por existirem. Pense por um momento em alguém interessado em furtar. Se ele entra na loja e percebe que a vista do balcão do caixa dá diretamente para as gôndolas, ele vai pensar duas vezes, não vai?

Produtos arranjados em uma prateleira de um supermercado.

Do mesmo jeito, se você possui gôndolas, balcões e expositores mais baixos, de até um metro e meio, fica mais fácil perceber o movimento entre eles. Outro ponto importante: se você tem gôndolas perto de paredes, sempre cheque o espaço entre elas. Não é difícil encontrar casos em que ladrões se esconderam nesse vão para fazer o furto na loja depois que todo mundo foi embora.

Algumas recomendações importantes pra você ajustar sua estrutura para a prevenção do furto no varejo:

  • Tenha alarmes em todos os produtos mais caros expostos (como celulares);
  • Balcões pequenos que permitam a visibilidade de toda a loja no caixa;
  • Elimine pontos cegos entre gôndolas sempre que possível;
  • Quanto mais aberta for a loja mais intimidadora ela é para furtos no varejo;
  • É melhor que haja uma boa distância entre o caixa e a porta de saída;
  • Boa iluminação na loja inteira;
  • Acesso restrito ao estoque.

Mas não é só isso…

Sistema interno de TV para prevenir o furto no varejo

O furto no varejo ocorre por diversos motivos, e não dá pra dizer que um é mais importante que o outro.

Talvez sua loja seja atraente porque tem poucos funcionários e muitos produtos, talvez ela tenha um layout atrativo para ladrões – caixa muito distante dos produtos, por exemplo – ou pode ser que ela ainda seja fraca em métodos de prevenção contra furtos. Muitas vezes, o primeiro passo para melhorar esse sistema é através da automação com câmeras de segurança.

As câmeras de segurança têm dois papéis: prevenir o furto no varejo e remediá-lo. Só a sua presença é suficiente para que o furto no varejo não aconteça, já que quem o realiza pode ser facilmente identificado depois. Essa lógica de prevenção é utilizada por grandes redes de lojas, e é considerada essencial na prevenção de roubos, assaltos e furtos no varejo.

A Intelbrás é lider no mercado de segurança patrimonial. Compre barato e com Cashback no Martins.com.br!

A Intelbrás é lider no mercado de segurança patrimonial. Compre barato e com Cashback no Martins.com.br!

O melhor a se fazer é instalar as câmeras e ter acesso ininterrupto a elas. Hoje em dia já é muito fácil ter acesso às imagens pelo celular em tempo real, dando um upgrade a mais na prevenção dos furtos na loja.

Etiquetas RFID

As etiquetas RFID também são bastante usadas na prevenção de furto no varejo, mas elas vão precisar de um apoio um pouco mais expressivo dos seus colaboradores.

Basicamente, as etiquetas RFID são pequenos transmissores instalados nos produtos da sua loja. Para que elas funcionem bem, é necessária uma antena posicionada em um local estratégico, normalmente nas entradas e saídas principais.

O que acontece depois você já deve estar imaginando: quem sair da loja com um produto que tiver essa etiqueta vai disparar um alarme na antena ou alertar o caixa com um sinal mais discreto, através de um aplicativo instalado no PC ou no smartphone.

Treinando os funcionários para evitar o furto no varejo

O furto no varejo fica mais fácil de ser controlado quando todos os seus colaboradores estão bem treinados nas melhores práticas de prevenção. Essas práticas precisam ser realmente boas, e é preciso tomar bastante cuidado para não abraçar atitudes que prejudicam mais do que ajudam.

Um grande debate hoje em dia é a questão do racismo institucionalizado pela segurança de lojas Brasil afora. Essa é uma realidade que você deve evitar a todo custo. O que acontece muitas vezes é que pessoas tidas como “suspeitas” só são identificadas assim por conta das roupas que vestem e da cor da sua pele. É triste ter que dizer isso, mas não podemos escapar da realidade.

Para evitar esse tipo de situação completamente arbitrária, o melhor é se ater a princípios básicos relacionados a fatos concretos e não chegar a conclusões precipitadas. Estimule sua equipe a ficar sempre de olho no movimento para saber o que todos os clientes estão fazendo, o que melhora inclusive a experiência de compra. O furto no varejo acontece, mas perseguir pessoas “suspeitas” não é a melhor forma de preveni-lo.

Mantenha seus colaboradores sempre andando pela loja. Quando sua loja cresce, fica cada vez mais difícil ver tudo a partir do balcão, não fica? Pois é. Seus colaboradores, em conjunto com as câmeras, vão agir como os seus olhos. Mantenha alguém por perto sempre!

Mas, e na ausência dos colaboradores? E quando a loja já encerrou o expediente ou não abriu por causa dos feriados? Seus vizinhos e a polícia são grandes aliados na prevenção de perdas. Saiba como unir todos em prol de uma vizinhança mais segura e evitar furtos na sua loja, a seguir!

Homem mais velho arrumando banca de feira. A imagem é um banner institucional da Intelbras.

Vizinhos

A criação de redes de vizinhos que cuidam uns dos outros é um fator chave na estratégia de ampliar a segurança nos entornos do seu negócio. Hoje em dia, o WhatsApp permite trocas de mensagens entre moradores e donos de comércios nos bairros e várias pessoas estão atentas às movimentações suspeitas na região. Aposte nisso!

Patrulhas

As patrulhas policiais ou contratadas em empresas de segurança privadas também são uma boa alternativa para quem deseja ter uma área mais protegida. Se o local em que você está inserido é vítima de muitos furtos, entre em contato com pessoas que geralmente frequentam a região e veja a possibilidade de solicitar a patrulha realizada pela polícia do município.

Mas caso esses órgãos não consigam oferecer o serviço, empresas privadas também possuem excelentes soluções.

Roubaram minha empresa: o que devo fazer?

Apesar de todos cuidados que você aprendeu a ter com o seu negócio para evitar furtos no varejo, é bom conhecer um pouco mais sobre os procedimentos que devem ser tomados caso isso aconteça. Separamos duas dicas fundamentais para você e seus colaboradores tomarem as melhores medidas em uma situação dessas. Vamos comigo?

Não reaja!

Pode parecer clichê, mas não reagir é garantir a sua segurança e de todos que estão no espaço. Caso você seja o responsável pela segurança do lugar, chame a pessoa que furtou e veja onde ele escondeu o objeto. Nesse momento, é preciso ter certeza que algo foi realmente furtado, assim as medidas judiciais devem ser tomadas.

Não perca o furtante de vista

Câmeras podem ser muito úteis nesse momento. Aqui a medida é preventiva, apenas acompanhando os passos para evitar o prejuízo. Inicie um diálogo, como por exemplo:

“Bom dia, senhor(a).. O local onde colocou o produto não é recomendado. Aceita uma cestinha para transportar melhor o seu produto?”

Não aborde o indivíduo antes dele sair da loja

Acredite se quiser, algumas quadrilhas são especializadas em processar empresas por abordagens feitas de formas incorretas no comércio. Após confirmado o furto, devidamente captado por câmeras (sim, ter provas vai te ajudar), a abordagem correta deve ser pedir para que a pessoa verifique se não esqueceu de pagar por algum produto que está levando.

Em seguida, você deve conduzi-la para um espaço mais reservado, sem nenhum tipo de danos morais ou comportamentos que firam a integridade do acusado.

Viu só como existem várias maneiras de prevenir o furto no varejo? Essas são apenas as principais. O importante é adaptar essas dicas à sua realidade e evitar equívocos que só vão fazer a situação piorar.

E já que estamos falando de furtos que podem acontecer na loja, que tal a gente continuar essa conversa falando sobre outros problemas comuns?

Deixe um Comentário!