A despesa média com energia passou de 0,9% do faturamento do varejo alimentar em 2014 para 1,7% neste ano. Esse percentual supera os gastos com aluguel, que respondem por 1 a 1,5% do faturamento. É o que informa Erlon Ortega, vice-presidente da Apas no Estado de São Paulo.

Esses custos passaram a ser a segunda maior despesa em algumas redes supermercadistas, ficando atrás apenas da folha de pagamento. Os supermercados são os representantes do varejo que mais consomem energia, em razão do uso de computadores, iluminação, ar condicionado e refrigeração dos produtos.

Para economizar energia e reduzir as despesas, os supermercadistas têm adotado projetos de eficiência energética para tornar as lojas mais sustentáveis. Ações simples como a substituição de lâmpadas comuns podem surtir um efeito considerável.

Fonte: Supermercado Moderno

DEIXE UMA RESPOSTA:

Please enter your comment!
Por favor, insira seu nome

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.