Home Destaque Idosos online: fique de olho nesse público que está se destacando nas...
casal de idosos fazendo compras online em casa

Idosos online: fique de olho nesse público que está se destacando nas compras

0
72

Um dos reflexos da pandemia de Covid-19 é o uso mais frequente de tecnologias entre as pessoas da terceira idade, com mais de 60 anos. O número de idosos online, ou seja, navegando na internet, cresceu de 68%, em 2018, para 97% em 2021.

Entre os idosos online, 61% usam a internet para manter contato com outras pessoas e 54% para buscar informações sobre produtos e serviços. Também usam a web para saber sobre economia, política, esportes e outros assuntos (64%).

Os dados são de uma pesquisa divulgada no mês passado pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil), em parceria com a Offerwise Pesquisas.

A pesquisa traz duas informações importantes que precisam ser trabalhadas pelo mercado em relação aos idosos. A primeira é o crescimento deles usando a internet. A segunda é que a maioria navega para saber sobre produtos e serviços.

Como usar esses dados a seu favor? Conectando e conversando com eles, oferecendo o que estão procurando, tirando suas dúvidas, prestando aquele atendimento de primeira que você sabe muito bem fazer!

Vamos então saber mais sobre esse público e como todos os segmentos do varejo têm a ganhar com essa conectividade dos brasileiros acima de 60 anos.

Smartphone é o mais usado pelos idosos online

Ainda segundo a pesquisa, 84% dos idosos citaram que usam o smartphone para acessar a internet, 8% acima em relação à 2018. Em seguida o notebook (37%) e o computador desktop (36%).

E se você acha que o idoso acessa a internet apenas para obter informações, está enganado! A pesquisa nos mostra que 33,5% deles acessam a internet para fazer compras, um crescimento em relação a 2018, cujo índice era de 20,8%.

Entre os produtos que os idosos online mais costumam comprar estão os eletroeletrônicos (58%), eletrodomésticos (47%) e remédios (49%) – com aumento de 21% em relação a 2018.

Em relação aos aplicativos mais usados no smartphone, as redes sociais aparecem em primeiro lugar, com 72%. Dentro desse universo de rede social, o Whatsapp é o mais utilizado (92%), seguido pelo Facebook (85%) e Youtube (77%).

Aplicativos de compras também estão na mira dos idosos online, sendo citados por 33,8% deles.

Idosos online e os reflexos da pandemia

A pesquisa também abordou os efeitos da pandemia no cotidiano dos idosos, afetando 94% da rotina deles. Um dos pontos mais citados, com 73%, é o uso de máscara sempre quando não estão em casa (73%), o aumento da frequência da higienização das mãos (67%) e o distanciamento de outras pessoas (59%).

O uso constante de álcool 70% também é destaque na pesquisa, com 51,5%, e com 30,9% aparecem as compras online, sendo realizadas por eles com maior frequência durante a pandemia.

Diante de tanta procura, é preciso manter os estoques abastecidos desses produtos para atender os clientes. O mercado segue aquecido e a tendência é que alguns hábitos adquiridos sejam mantidos mesmo com o fim da pandemia, como a higienização das mãos.

O que vender para idosos online?

mãos de idosos usando um smartphone

Alguns hábitos adquiridos durante a pandemia devem seguir na rotina dos brasileiros, independente da idade. Mas nosso foco hoje são os idosos e o mercado já tem sinalizado para esse potencial público consumidor.

De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), em 2060 serão 58,2 milhões de idosos com 65 anos ou mais de idade, 25,5% da população brasileira. Em 2018, último dado oficial da instituição, a proporção era de 9,2%, ou seja, o país tinha 19,2 milhões.

O envelhecimento populacional é uma realidade e saber trabalhar esse fato é importante para que os idosos avancem na idade com qualidade de vida e bem-estar.

Quem está no mercado precisa se atentar a isso para atender esse público, que sabe muito bem o que quer e onde encontrar. Os dados apresentados aqui mesmo no post de hoje mostram justamente isso.

Então vamos às oportunidades que cada segmento tem para trabalhar com esse público da terceira idade, com esses idosos online.

Eletroeletrônicos

Falamos acima que os produtos mais comprados pela internet pelos idosos são os eletroeletrônicos (58%). Dentro dessa categoria, a pesquisa traz alguns equipamentos que vamos listar para você, varejista do segmento, se atentar ao mix para vender para esse público:

Esses quatro itens foram os citados pela pesquisa da CNDL, mas seu mix também pode contemplar:

Eletrodomésticos

Com mais tempo em casa, a venda de eletrodomésticos também entrou na preferência dos idosos. De acordo com a Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas, geladeira, fogão e liquidificador estão entre os itens citados pelos idosos de produtos comprados pela internet.

Vamos ampliar um pouco essa lista?

Utilidade doméstica e home-office

A pandemia também sobrecarrega o trabalho de casa, já que as pessoas estão ficando mais tempo dentro dos lares devido ao isolamento em decorrência da Covid-19 e ao home office.

Diante dessa nova realidade, as pessoas de todas as idades estão em busca de produtos que proporcionem conforto para trabalhar e de itens da categoria de utilidades domésticas que facilitem a arrumação da casa. Veja a nossa sugestão de mix:

Saúde e bem-estar

A preocupação com o envelhecimento está diretamente relacionada a uma boa alimentação e à prática de atividade física. Os idosos estão consumindo cada vez menos produtos industrializados em sua rotina, que também é contemplada com atividade física regular.

O que oferecer para esse público? Vamos às dicas não só da questão alimentar e cuidados com o corpo, mas produtos de beleza e itens de rotina para os cuidados contra a Covid-19. As dicas aqui se aplicam em supermercados e farmácias:

Materiais de construção

A nova rotina dentro de casa também tem feito as pessoas colocarem a mão na massa para pequenos consertos e reformas, e para mexer na decoração do lar. Oportunidades para quem é do segmento de materiais de construção e do varejo alimentar, que pode montar um cantinho da construção na loja.

É hora então de focar em produtos que facilitem essas minirreformas:

Presença nos canais digitais

pessoa usando smartphone para fazer compras

Cada segmento tem infinitas oportunidades para trabalhar com o público acima de 60 anos, que está cada vez mais conectado e comprando pela internet.

Como estão suas vendas no online? A crise gerada pela Covid-19 acabou acelerando as vendas por esses canais e a tendência é que o mercado evolua nesse quesito com o objetivo de melhorar a experiência de compra do cliente.

Aqui mesmo no blog já falamos sobre você vender e se comunicar com seus clientes pelas redes sociais, pelo Whatsapp, sobre delivery e até mesmo sobre ter uma equipe de vendas para atender os clientes por telefone.

É preciso estar presente nesses meios para atender a demanda não só dos idosos online, mas de toda a população conectada. A combinação de ações vai te ajudar a incrementar o seu faturamento e a fidelizar os clientes, que saberão o caminho para comprar o que eles estão em busca.

Lembre-se que o Martins é seu parceiro na hora de preparar seu mix completo para atender a clientela!