Home Destaque Investir em influenciadores digitais funciona na hotelaria?
Homem e mulher tirando uma sefie em ponto turístico

Investir em influenciadores digitais funciona na hotelaria?

0
504

O trabalho dos influenciadores digitais é uma das bases do marketing de influência, tendência importante do mercado consumidor atual, o que inclui a hotelaria. Essa estratégia tem como base influenciar a tomada de decisão do público no processo de compra a partir do engajamento e da influência gerados por produtores de conteúdo nas redes sociais.

 

Sabe o marketing boca a boca, velho conhecido do varejo? É mais ou menos isso que os influenciadores digitais fazem, mas de maneira maximizada graças à internet.

Pela proximidade e identificação que possuem com seu público, esses profissionais falam diretamente com os consumidores, que confiam na sua visão e estão propensos a seguir suas indicações.

Homem e mulher tirando uma sefie em ponto turístico

O que dizem os números sobre influenciadores digitais?

Segundo uma pesquisa do Youpix, 69% das empresas entrevistadas concorda que trabalhar com influenciadores digitais traz resultados que nenhum outro tipo de comunicação digital é capaz. Em 2019, essa estratégia já faz parte de mais de 90% dos planos de comunicação, e o investimento no marketing de influência só cresce.

Em termos de público, esses números são ainda mais animadores: 88% dos entrevistados pela Experticity afirmou que tinha grandes chances de seguir as recomendações de um influenciador.

Mas será que esses dados valem também quando falamos em hotelaria? Para entender melhor, precisamos nos ater a alguns pontos básicos:

1) Só vale a pena se for bem pensado

Parece óbvio, mas muitos empresários ainda acham que basta contratar um influenciador qualquer e o público vai responder automaticamente. Não é bem assim.

Um criador de conteúdo só pode ser considerado relevante se tiver impacto nas áreas em que atua, com um número razoável de seguidores que acompanham e seguem suas dicas de hotelaria ou qualquer outro segmento.

Pessoa usando notebook em mesa de escritório com caderno e xícara de chá.

O trabalho dos influenciadores digitais é muito segmentado, por isso contratar alguém usando o número de seguidores como único critério dificilmente vai gerar retorno. É preciso antes de tudo saber se essa pessoa alcança um público interessado em turismo e hotelaria, por exemplo, e qual é o seu nível de influência nesse nicho.

Como o serviço está cada dia mais profissionalizado, muitos influenciadores digitais disponibilizam um mídia-kit para seus clientes em potencial, um documento com dados sobre os nichos em que atua, métricas de relevância e os resultados de ações anteriores. Dessa forma, fica mais fácil fazer a escolha e garantir retorno.

2) Só vale a pena se os influenciadores geram mais dinheiro do que consomem

É difícil mensurar em números brutos o impacto dos influenciadores digitais, já que o marketing de influência apresenta resultados em várias frentes, muitas delas subjetivas, como divulgação, penetração da marca na opinião pública, novas audiências, etc. A conversão direta é apenas um deles, mas essa zona cinzenta não pode te impedir de tentar.

Uma boa forma de avaliar o desempenho dos influenciadores digitais na hotelaria é comparar seu faturamento antes e depois da contratação e ver se houve mudança positiva. Segundo a pesquisa do Youpix, outros critérios utilizados são engajamento nas redes sociais, número de acessos e registros no site e aumento da busca pela marca no Google.

Tela de notebook com estatísticas

Também é importante monitorar os influenciadores digitais de perto e pedir relatórios periódicos. Essas informações tem impacto direto no valor desses profissionais e na remuneração que eles podem exigir, por isso um bom influenciador certamente vai fazer o possível para te mostrar em números que seu trabalho vale a pena.

Outra maneira de medir resultados na hotelaria é através de pesquisas de público. Quando o hóspede fizer o check-in ou se cadastrar em seu site, pergunte como ele ficou sabendo do hotel e o que fez ele tomar a decisão de se hospedar. Se os influenciadores digitais forem mencionados, é sinal de que o retorno está acontecendo!

3) Só vale a pena se vocês se alinharem

Mulher de pijama tirando selfie com cachorro

Além dos números, o investimento em influenciadores digitais deve considerar o perfil do profissional e a forma como ele dialoga com seu negócio. Se o seu hotel tem um perfil executivo, por exemplo, não adianta contratar influenciadores digitais cuja audiência é jovem e universitária, mais propensa a se interessar por hostels.

Esse alinhamento é determinante para garantir que a mensagem vai realmente chegar na audiência que você deseja, com a linguagem e os argumentos certos para captar a atenção do público e levá-lo até você.

Lembre-se que os influenciadores digitais funcionam quase como embaixadores de marcas ou serviços, por isso avalie de perto seus posicionamentos antes de fazer a escolha, para garantir que a pessoa que estará promovendo sua marca tem valores alinhados com os seus.

Viu como são muitos os fatores que você deve considerar antes de investir em marketing de influência? Isso mostra que fazer propaganda é muito diferente de fazer marketing. Não entendeu? Então continue a leitura no próximo post!

Deixe um Comentário!

DEIXE UMA RESPOSTA:

Please enter your comment!
Por favor, insira seu nome