As vendas de Inseticidas e Repelentes aumentam consideravelmente com a chegada do verão, estação mais quente do ano. O pico de consumo é histórico e periódico. É um mercado que está em crescimento constante e a categoria, se trabalhada corretamente, pode representar uma alta lucratividade para você, varejista.

        Segundo a Nielsen, a categoria de Inseticidas e Repelentes movimenta mais de R$ 600 milhões por ano e 60% do faturamento de Inseticidas e Repelentes  ocorre na sazonalidade, que começa no inicio de outubro e vai até meados de março, período mais quente, em que ocorre a proliferação de pernilongos, baratas, formigas, ratos e moscas. Vale ressaltar que nos outros períodos também se vende Inseticidas e Repelentes , principalmente nas regiões do Norte e Nordeste, onde a procura é o ano inteiro.

        O Martins.com.br possui um mix gigantesco de Inseticidas e Repelentes  que atende necessidades comerciais, rurais e residenciais. São mais de 190 SKUs, divididos em três categorias: generalistas, especialistas em insetos rasteiros e especialistas em insetos voadores. Seguidas das subcategorias: aerossóis, elétrico, espiral, líquido, isca e repelente. O combate de cada inseto exige o inseticida certo.

        Por terem alto valor agregado e um giro considerado alto, especialmente no verão e vésperas de feriados, é fundamental que as gôndolas estejam sempre bem abastecidas com inseticidas e que o a loja disponibilize um maior espaço durante o período do verão, se possível colocando até pontos extras. Por isso é importante oferecer um mix, no mínimo, básico e permanente, levando em consideração as subcategorias: aerossol, elétricos, espiral, líquido, isca e repelente.

        O hábito do consumidor por inseticidas se dá por necessidade, pois relaciona-se à solução de um problema. Por isso a exposição é importante e deve ser atrativa. O consumidor não põe inseticida numa lista de compras para comprar depois em uma grande loja, distante do local onde mora. Ele compra quando lembra que precisa.

Dicas para você expor a categoria inseticidas

  • O melhor local de exposição dos inseticidas é próximo aos produtos para limpeza da casa utilizados no dia a dia.
  • Os inseticidas apresentam alta sazonalidade, por isso os espaços de exposição em gôndolas e extras devem aumentar nos períodos quentes e chuvosos.
  • Recomenda-se agrupar os inseticidas de acordo com o inseto que combatem e com a ação de cada produto: repelir (elétricos), prevenir (iscas) e matar (aerossóis e líquidos).
  • A ordem de exposição, da prateleira mais alta para a mais baixa, deve ser a seguinte: elétrico líquido, elétrico pastilhas, produtos de ação específica (iscas e aerossóis para baratas, jardim, mosquitos, etc.) e, por fim, produtos para os diversos tipos de insetos (aerossóis, líquidos, multi e ação total).
  • Os repelentes devem ser posicionados ao lado dos protetores solares, pois ambos se destinam a proteger a pele em atividades ao ar livre (mesmo momento de consumo).
  • As lojas que expõem o produto perto de inseticidas devem fazer cross-merchandising com os protetores solares.
  • Exposição casada de repelentes com hidratantes e desodorantes também gera bons resultados.
  • Os repelentes para crianças (versão kids) devem  ser alocados em cross-merchandising com itens de cuidado pessoal infantil, como shampoos e sabonetes.

 

APROVEITE AS FÉRIAS 😉