Home Dicas Infraestrutura Layout da loja: como começar por fora e terminar por dentro
Clothes shop interior

Layout da loja: como começar por fora e terminar por dentro

0
3509

Pensar no layout da loja não é um luxo, mas uma necessidade básica. Quer tirar a prova? Diz aí se você já voltou em uma loja que estava praticamente caindo aos pedaços, suja, mal iluminada e não planejada? É muito provável que não, a não ser por necessidade mesmo.

 

O layout da loja faz você vender mais e fidelizar clientes com uma facilidade muito maior. Ninguém quer voltar em um lugar que não é agradável, muito menos fazer muitas compras lá. O difícil mesmo, muitas vezes, é entender como planejar o layout da loja focando-se no aumento das vendas e no que o cliente espera encontrar.

A maioria das escolhas que você vai tomar relacionadas ao layout da loja tem muito a ver com o seu segmento, público e tipo de serviço que oferece. Ao mesmo tempo, algumas recomendações gerais vão com certeza te ajudar a definir questões básicas, como a fachada, largura do corredor, etc. Vamos com a gente saber mais neste artigo?

Planejando a fachada da loja

A fachada da loja é um dos pontos mais importantes do seu layout, e olha que a gente ainda nem entrou no salão.

Qual é a primeira informação que os seus clientes vão ver quando passarem em frente o seu estabelecimento? Instintivamente eles olham para a fachada. Se ela estiver cheia de coisas, sua marca não se fixa, e a atenção da pessoa é desviada.

Então comece o bom layout da loja por aí: uma fachada simples, só com as informações estritamente necessárias. Pra que você vai colocar seu telefone se você não faz deliveyy? Pra que colocar logos pra todo lado? Pra que falar tudo o que você vende logo na fachada e colocar um monte de fotos?

Menos é mais! Faça o possível para que sua fachada transmita só o seu nome. Mas falando dessa parte inicial do layout da loja…

As vitrines devem fazer sentido

Não adianta colocar um monte de produtos que não chamam a atenção na vitrine. Se a fachada é a parte inicial do layout da loja que fala sobre a sua marca, a vitrine é a que fala sobre os seus produtos.

O melhor é garantir que só os produtos que demonstram todo o potencial da loja sejam expostos. Se você vende roupas, coloque as da estação. Se vende produtos eletrônicos, os últimos lançamentos é que vão na vitrine. Se vende artigos para a casa, a variedade da sua loja é o que você deve buscar.

Existem várias maneiras diferentes de montar uma vitrine, sendo que o melhor é transmitir uma história que chame a atenção dos seus clientes. Se você coloca os últimos lançamentos de celulares, está dizendo que sua loja é atualizada e chamando a atenção de quem passa nas ruas. Se coloca produtos de vários setores, está mostrando seu alcance. Tudo deve ser planejado!

O layout da loja de fato: corredores e gôndolas

A largura mínima dos corredores, conforme explícito pela ABNT NBR 9050 – a Norma Técnica da Acessibilidade – é de 1,50 m. Isso permite que pessoas com mobilidade reduzida consigam transitar e manobrar por eles sem problemas, e garante espaço para criar duas vias, uma de acesso, outra de saída. 

O primeiro lado que as pessoas costumam visitar em lojas é o direito. É lá onde você coloca aqueles produtos instigantes, que saem quase sozinhos, estimulando a compra por impulso. Não adianta colocar nada muito caro nessa posição, já que seus clientes vão preferir dar uma volta pela loja antes de se decidir por itens que custam um pouco mais.

O lado esquerdo do layout da loja é onde os clientes vão procurar aqueles produtos que eles já queriam comprar. Vamos supor então que você venda utensílios e eletrodomésticos para a cozinha. Do lado direito, você pode colocar panelas mais baratas, acessórios, talheres, pratos e copos mais simples. Do lado esquerdo, aparelhos de microondas, fogões, geladeiras, etc.

O centro é reservado para artigos de expediente. Se você reparar nos supermercados, vai ver algo próximo, com algumas variações. O centro é onde os clientes param para fazer a compra, e é nas extremidades que compras de maior valor acontecem.

Iluminação é parte fundamental do layout da loja

Não adianta nada ter o melhor layout da loja se fica aquela penumbra no ar. Ambientes escuros são bem desagradáveis, e se você não usa truques de iluminação para destacar alguns produtos principais, pode estar perdendo vendas.

Comece pela fachada. Ela deve estar sempre iluminada enquanto a loja estiver aberta, mas para economizar energia, aproveite a iluminação natural do dia. As vitrines se beneficiam de spots direcionados para os produtos, que vão permitir que seja possível identificar o que se está vendendo já de uma boa distância. Aqui, o segredo é procurar por iluminação quente, como a das lâmpadas halógenas e dicróicas, que conseguem imitar a luz do dia e respeitar cores sem consumir demais.

No interior da loja, o básico é não deixar sombras. O consumo de outras lâmpadas é bastante elevado, principalmente porque vão ficar ligadas o dia inteiro, então as LED são as mais recomendadas. Coloque uma a cada 2 metros e vá testando. Se não der, coloque-as mais próximas uma das outras.

É assim que você começa a planejar o layout da loja, pouco a pouco. Temos mais informações pra te transmitir sobre esse assunto, então fique ligado no blog para saber mais, ok?

E pensar no layout da loja nada mais é do que estabelecer estratégias de vendas para faturar mais. No nosso próximo artigo exploramos outros, vamos ver?


DEIXE UMA RESPOSTA:

Please enter your comment!
Por favor, insira seu nome

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.