Home Dicas Covid-19 Como ter loja física e loja virtual ao mesmo tempo?

Como ter loja física e loja virtual ao mesmo tempo?

0
502

Com o novo coronavírus transformando o varejo de todos os jeitos possíveis, muita gente se viu praticamente obrigada a abrir um negócio online para não quebrar. Só que as dificuldades de conciliar loja física e loja online ao mesmo tempo são várias, e por não planejar bem, vários varejistas acabam quebrando do mesmo jeito.

 

Não me leve a mal, eu sei que é difícil manter um negócio, e ainda mais dois ao mesmo tempo. A loja física e a online representam uma carga de trabalho dobrada pro varejista. E é por isso que, infelizmente, muita gente não consegue. Mas você vai conseguir.

Sabe por que? Porque vai ler esse texto e saber tudo o que você precisa preparar para começar a vender nos dois canais. Bora começar?

Mulher em loja física segurando um tablet com ícones acima da tela

1 – Crie sua loja virtual rapidamente

O único jeito de ter uma loja online, hoje em dia, e não sair no prejuízo, é se ela for criada rapidamente.

O que eu quero dizer é: existem dois jeitos de ter uma: de código open source ou usando plataformas. Na primeira, você cria a loja do zero contratando um programador que cria tudo pra você. Isso demora, no mínimo, um mês e pode chegar a passar dos R$ 10.000 em custos.

Enquanto nas plataformas, como VTEX, Loja Virtual, entre outras, você abre uma loja imediatamente. Assina tudo e começa a cadastrar produtos no mesmo dia.

Essa é a minha primeira dica. Para o momento, ter uma loja virtual é melhor assim, com implantação imediata. Assim, você não precisa investir muito pra só ter retorno, talvez, no mês que vem, ou no próximo.

2 – Cadastre só produtos interessantes pra você

Beleza, você criou a sua loja de um dia pro outro e já está cadastrando produtos. Maravilha! Vai colocar tudo o que você vende na loja física no catálogo online?

Não, não vai não. Imagina se as vendas começam a ficar demais e você não consegue mais gerir seu estoque? Como você coloca essa conta no seu estoque mínimo?

Às vezes é mais fácil começar com os produtos que têm mais saída, os mais populares mesmo. Evite, por enquanto, produtos que quebram muito fácil e os que são grandes demais, como móveis e eletrodomésticos. Eles vão trazer muita dor de cabeça caso não funcionem ou quebrem, e você vai precisar trocar.

Comece pequeno, tentando ganhar no volume e no preço. Várias lojas online que vão vender produtos como os seus não têm os contatos com fornecedores que você tem. Seu diferencial começa por aí.

Em um fundo azul, carrinho de compras em miniatura em cima de computador.

3 – Estipule boas políticas de logística

Esse é um ponto que você tem que levar em conta antes de abrir sua loja. Como você vai entregar seus produtos? Via transportadora? Via Correios? Quanto custa? Você consegue oferecer frete grátis?

Eu não vou te falar aqui o que você precisa fazer exatamente. Cada negócio é único e tem necessidades específicas. Mas, comece sondando planos dos Correios e veja se algum deles casa com a sua realidade.

É aquilo que eu estava falando ali em cima sobre pacotes muito grandes, eles precisariam entrar na logística também. Quanto maior o pacote, mais você paga. Se você começar a vender com frete grátis, esses produtos vão se tornar simplesmente inviáveis.

Estude logística, e estude urgente. Esse é o aspecto mais importante ao montar uma loja física e virtual ao mesmo tempo.

4 – Pagamento

É preciso de pensar nos pagamentos. Você vai precisar de novas formas integradas ao seu e-commerce.

Para a emissão de boletos bancários, você vai precisar de uma conta corrente, mas aí pode ser a mesma da sua loja física, desde que ela seja empresarial e associada a um CNPJ. O mesmo modelo funciona para a transferência online, mas ela precisa ser configurada de uma forma específica no seu site, e também precisa da liberação do seu banco.

O que você vai ter que fazer, com toda a certeza, além do boleto, é procurar uma intermediadora de pagamentos para quem quer pagar no cartão. Essas empresas oferecem uma integração fácil no seu e-commerce (que você mesmo consegue fazer) e já vêm com sistema antifraudes instalado. As mais conhecidas são o PayPal e o Pagseguro.

Compare e veja quais funcionam melhor pra você. Depois, na hora de instalar na loja virtual, a própria plataforma te ajuda.

Em um fundo rosa, uma mulher loira segura um cartão de crédito preto.

5 – Integre os estoques

Esse é um passo fundamental. Não dá pra você vender sem saber se o estoque vai aguentar, não é?

Nesse caso, te recomendo a leitura de um texto aqui no Falamart que falo sobre ERP. Um ERP é basicamente um sistema que consegue conectar seu estoque em todos os canais possíveis. Se sai no caixa, ele dá baixa no estoque. Se sai na loja online, sai também.

Um sistema assim facilita muito sua gestão. Tudo bem que ter um é meio caro, mas o investimento compensa, especialmente na crise, em que tudo precisa ser muito bem controlado. Mas, se ainda assim ficar muito caro pra você e sua loja não tem nenhum tipo de controle, olha a dica:

Bom, é isso. Esse é o básico que você precisa saber para ter uma loja física e uma loja virtual ao mesmo tempo, como montar até como manter.

Gostou desse texto? Deixe sua opinião nos comentários. Estou tentando trazer o máximo possível de conteúdo relevante agora, durante a pandemia. Os tempos são incertos, mas eu quero te ajudar do melhor jeito possível.

Confira a minha série especial sobre a COVID-19 e como manter seu negócio.

Até mais!