Janeiro começa e logo surge aquela preocupação anual dos pais: comprar o material escolar dos filhos. A expectativa do setor para 2022 é boa. Isso porque muitas escolas e faculdades vão retomar as atividades presenciais depois de mais de um ano.

Com isso, a lista de material escolar precisa ser readequada seguindo as orientações da rede de ensino de cada localidade. E tem ainda aqueles itens indispensáveis que não podem faltar na mochila.

Em 2020 e 2021, muitos materiais sequer foram utilizados ou entraram na lista em razão da pandemia e das aulas suspensas ou realizadas remotamente. Por isso, é importante que você considere o que tem em estoque para dar vazão aos produtos encalhados.

Hoje, vamos trazer dicas de quais materiais apostar neste 2022 para compor o mix que vale para supermercados e papelarias. Além disso, é preciso pensar na demanda das empresas que começam a planejar as compras do material de escritório para iniciar uma nova etapa de trabalho.

Confira!

Mix mais caro e consumidor cauteloso

É, pelo visto vai ter reajuste nos produtos de material escolar. De acordo com a Associação Brasileira de Fabricantes e Importadores de Artigos Escolares (ABFIAE), para 2020 a alta pode variar entre 15% e 30% em relação ao ano passado.

O reajuste pode ser sentido em todas as categorias de material escolar. O grande aumento leva em conta a inflação e a alta do dólar, que impactam nos custos do setor produtivo.

É inevitável. O valor vai chegar para o lojista, que terá que repassá-lo com novo reajuste para manter uma margem no mínimo razoável de lucro. Só que é preciso considerar que o momento também é de cautela para o consumidor.

Mesmo com um otimismo maior do setor perante as aulas presenciais, o varejista precisa ser cauteloso para não extrapolar. Ainda vivemos um momento de crise, e o setor foi um dos principais prejudicados com a pandemia.

Assim, o mais importante é demonstrar para os clientes que você também tem essa preocupação e que na sua loja eles não ficarão desamparados.

Por isso, desenvolva estratégias de venda certas para atraí-lo de forma que ele entenda o bônus de comprar na sua loja e não na concorrência.

Dicas para faturar mais com as vendas

O bom é que você tem muitas opções para trazer o cliente para dentro da sua loja, ainda que ele “pise em ovos” para comprar nesta época. É natural que ele vá pesquisar ainda mais os preços antes de efetuar a compra do material escolar.

Então, ofereça preços competitivos, além de descontos em compras antecipadas de volta às aulas. Os itens já estocados, adquiridos na tabela de 2021, são uma boa oportunidade para entrar no centro das ofertas.

Por isso, o planejamento de estoque é necessário para antever o que dá para entrar em promoção e o que é preciso comprar o quanto antes para reposição do mix.

Assim, ampliar as formas de pagamento para facilitar para o seu consumidor é uma ótima dica para o período sazonal de compras. Dê descontos para pagamentos à vista em dinheiro ou Pix, mas permita que o cliente possa parcelar a compra sem juros.

Você também pode faturar mais estreitando a relação com as escolas da sua localidade. O intuito é ter acesso à lista de materiais escolares e, dessa forma, facilitar a busca por parte dos pais.

O mesmo vale para escritórios e empresas da região. Faça ações especiais para a sua comunidade e público consumidor, por exemplo. Isso vai te ajudar muito nos preparativos com antecedência para as vendas de material escolar. Uma dica é fechar parcerias com empresas e influenciadores digitais para ajudar a alavancar as vendas.

Muita gente já se antecipa justamente para tentar negociar bons preços tanto com fornecedores, quanto com consumidores. Você deve fazer o mesmo com o seu planejamento para começar o ano com todo o mix e a loja preparada para receber a clientela.

O que ter na sua loja?

A categoria de material escolar é a principal vendida durante essa época do ano, englobando itens básicos para o dia a dia escolar ou universitário. Separamos uma lista assertiva para você, veja só:

Há ainda outros itens que precisam ser destacados porque têm grande apelo para o início do ano. Podemos citar categorias como: livros didáticos e livros infantis, fichários, mochilas e estojos, lancheiras e squeeze, materiais para desenho e pintura, material de escritório, itens de informática, além de produtos para os chamados “paper lovers”.

Nessa última categoria, o ideal é ter um mix de papelaria com canetas criativas e de diversas cores, papel de carta, blocos de anotação, planners e refis e agendas 2022.

Além disso, o momento da pandemia ainda resguarda cautela e muitas escolas já incluem na lista de material escolar o próprio álcool gel e também máscara descartável.

Por isso, é importante você deixar um cantinho na sua loja dedicado a produtos desse segmento de higienização e proteção para que os clientes possam se lembrar e inserir nas compras de volta às aulas.

Acompanhe então outros itens para a lista de compras completar na sua loja:

4 dicas de marketing com foco em material escolar

adolescente comprando produtos de material escolar

Para te ajudar a faturar ainda mais com a venda de material escolar, escolhemos quatro dicas de marketing para você implementar na sua loja. Vamos lá!

1. Ambientação

A ambientação é um dos principais aspectos na venda de material escolar. São itens muito visuais e que demandam variedade. Por isso, precisam estar destacados no ponto de venda.

Você precisa chamar a atenção do cliente na exposição dos produtos e também na decoração. Aproveite o período de volta às aulas para deixar a sua vitrine e a fachada da loja bem atrativas. Use cores e coloque os produtos de forma harmônica e organizada.

2. Acompanhe números

As ações de marketing precisam acompanhar os indicadores de procura e de demanda dos produtos. Além disso, as tendências de mercado e o controle de estoque da sua loja. Esses números vão dar suporte para as estratégias de venda.

Faça um acompanhamento de rotina para diagnosticar eventuais perdas e identificar outros problemas quanto ao abastecimento de produtos. O controle de vendas e a boa organização das prateleiras também vão te ajudar a entender quais ações de estão dando certo.

3. Monte um bom mix de produtos

Você já pode embasar a sua lista de compras e a sua ação de venda de material escolar com base nos itens que sugerimos acima.

E para montar um bom mix de produtos, que atraia o consumidor, além de acompanhar as tendências é preciso entender as atuais necessidades dos clientes.

Mais do que itens essenciais, você precisa contar com um mix que o seu público se identifique. Neste momento, uma boa aposta é investir em artigos presenteáveis para estimular compras por impulso. Além disso, complementar o mix para atrair outros clientes e não apenas os que vão à loja para comprar material escolar.

Variedade é fundamental no segmento de papelaria!

4. Faça divulgação online

Além da divulgação na loja, aposte nas redes sociais. O marketing digital é muito vantajoso em razão do custo-benefício: investimento reduzido e maior abrangência. Deixe as redes sociais da loja a cara do cliente.

Divulgue itens de material escolar, promoções e esteja presente no Google e nas principais plataformas, como Facebook e Instagram. Faça postagens por meio de anúncios pagos ou divulgação orgânica, por exemplo.

Aproveite para criar conteúdos com dicas e divulgação de produtos para o consumidor que vai comprar material escolar. O WhatsApp também é um ótimo canal para ficar mais próximo dos seus clientes neste momento.

Além dessas dicas de marketing para papelaria, precisamos te lembrar de um ponto super importante: não se esqueça de investir em um bom atendimento.

Também é fundamental buscar informações sobre o seu público-alvo, comparando as vendas de anos anteriores, as necessidades e o perfil de consumo da sua clientela.

Antes de ir, dê uma olhadinha nos blogs que fizemos sobre fotos e vídeos para as redes sociais. São dicas que vão te ajudar a divulgar de forma correta o mix de material escolar do seu supermercado ou papelaria.

Boas vendas e até a próxima!