Home Segmento Bar Mercado de gin segue aquecido e na preferência do brasileiro
taça de gin tônica em cima de mesa

Mercado de gin segue aquecido e na preferência do brasileiro

0
1809

O mercado de gin, bebida destilada à base de zimbro, vem crescendo no Brasil ano a ano. As projeções para 2021 seguem o mesmo ritmo, mantendo-o como o queridinho dos brasileiros.

A bebida tem chamado a atenção dos consumidores por ser refrescante e de baixo teor calórico. Além de ser versátil, já que é possível fazer vários drinks misturando diferentes especiarias e acompanhamentos.

Apesar de ser um dos destilados mais antigos do mundo, inclusive sendo um foi sucesso na década de 80, o gin recentemente voltou a ter destaque na preferência dos brasileiros, fazendo parte de diversos drinks pedidos pela clientela.

Do gosto mais leve ao mais amargo, do mais adocicado ao azedo, o gin proporciona essa experiência múltipla de acordo com o paladar do cliente. Por esses motivos, a bebida promete repetir este ano o sucesso de vendas registrado em 2020.

Nas mercearias e supermercados, a bebida já é obrigatória nas gôndolas do setor de destilados, com grande variedade de marcas. Aliás, o mercado como um todo tem dado cada vez mais espaço para o gin, que chegou de mansinho, se alastrou rápido e não há indícios de que a febre acabe tão cedo. Pelo contrário!

Se veio para ficar, como você está trabalhando essa bebida no seu negócio? O gin faz parte do seu mix, seja você do ramo de bares, restaurantes ou de supermercados? Se sim, continue focado na oferta do produto e de outras possibilidades que vamos te mostrar. Mas se não, tudo bem. Até o final do texto você se convence.

Vamos lá?

História do gin

Olha que interessante: a origem do gin foi com o intuito de ser um remédio e não uma bebida. Ele surgiu no século XVII, na Holanda. Bem antigo! O gin tem muita história pra contar, e é bacana saber até como um apoio nas vendas.

Na época, o médico e professor Francisco de la Boie pesquisava um remédio diurético que amenizasse problemas renais. Foi quando ele juntou o zimbro ao destilado de cereais e fez o que mais tarde ficou conhecido como gin.

Sem grandes efeitos como medicamento, o produto acabou sendo usado para espantar o frio dos soldados ingleses que lutavam pela Europa na guerra dos 30. Ao voltar para casa, os combatentes levaram a nova bebida, que acabou se popularizando pela Europa e o mundo todo por ter um preço acessível.

Gin e seus diversos estilos e sabores

diversos tipos de especiarias de gin em cima da mesa

Com teor alcoólico entre 37,5% e 50%, dependendo da marca, o gin não segue mais à risca a receita do Doutor Francisco. Os fabricantes, de olho no potencial mercado, fizeram e fazem suas próprias alterações criando um universo amplo de estilos para justamente atender o diversificado gosto do brasileiro.

O sabor da bebida depende diretamente da quantidade de zimbro, ervas, cereais, especiarias e sementes adicionadas à receita do fabricante. Mas aqui vai um alerta: apesar das variadas fórmulas, só pode ser chamado de gin se houver zimbro na composição.

Vamos conhecer então quais são os tipos de gin e as características predominantes em cada um:

  • Clássico: é seco e com sabor predominante do zimbro. Apresenta toques cítricos e picantes;
  • Cítrico: seu sabor tem notas de laranja, tangerina, limão ou grapefruit;
  • Aromático: a presença das especiarias é bem forte. Pode ter notas de canela, coentro, cardamomo e noz-moscada;
  • Herbal: sabor de ervas como o tomilho, a hortelã, o alecrim e o manjericão;
  • Floral: desenvolvido com aromas de flores e frutos como a flor de uva verde, o cassis, a violeta e o jasmin.

Monte um Cantinho Gin no seu supermercado

mulher escolhendo bebida no supermercado

Com marcas nacionais ou importadas, o gin se mantém forte no mercado, conquistando espaços cada vez maiores nos supermercados e mercearias. Por falar em produção brasileira, só nos últimos três anos mais de 20 marcas começaram a produzir a bebida por aqui.

Já pensou em ter um cantinho dedicado ao gin no seu supermercado? Nesse espaço a dica é ter não somente a bebida carro-chefe, mas tudo, ou quase tudo, que está relacionada a ela.

A ideia é chamar a atenção do consumidor e proporcionar a ele a experiência de comprar tudo o que ele precisa em um mesmo espaço para preparar drinks e curtir o momento. A ilha é ideal para esse tipo de trabalho. Monte-a no ponto de maior circulação de pessoas na loja e seja criativo, pois a curiosidade pode resultar em vendas.

Mantenha o espaço organizado e, à medida que os itens forem saindo, faça reposições. Por ser uma bebida alcoólica, a degustação pode não ser uma boa pedida nessa ocasião, mas alguns aromas sim. O cheiro tem forte influência nas compras e pode ser seu aliado nesse cantinho especial do gin.

Anote então as dicas do que pode ser explorado no cantinho gin no supermercado:

  • Gin;
  • Cravo;
  • Canela;
  • Água tônica;
  • Frutas como limão, laranja, morango, melancia, entre outras;
  • Suco;
  • Chá;
  • Azeitona;
  • Água com gás;
  • Energético;
  • Ervas como tomilho, hortelã, alecrim e manjericão;
  • Gengibre;
  • Kit especiarias.

Não se esqueça de ter no mix as coqueteleiras para preparar os drinks com gin, além de taças e copos.

Outra sugestão é expor o gin próximo aos produtos estratégicos e relacionados à bebida. Por exemplo: o cliente está fazendo as compras e para no setor de hortifruti e coloca no carrinho de compras algumas frutas e especiarias. Combinação perfeita para preparar um drink com gin!

Por fim, outra dica para você vender mais gin é divulgar receitas nas redes sociais. Use e abuse das fotos e detalhes sobre como montar um, dois, três drinks. Um passo a passo simples vai instigar o seu cliente a comprar a bebida e os produtos relacionados a ela, além dele dar preferência a quem o ensinou.

Aproveite que o Martins tem boa parte do mix que falamos para já pensar nas estratégias que vai traçar para vender muito gin!