Home Destaque Queda nas vendas: como salvar o faturamento?
Calculadora e caneta sobre uma folha de papel

Queda nas vendas: como salvar o faturamento?

0
776

Com a chegada do segundo semestre, é hora de fazer aquele balanço periódico e avaliar o desempenho do seu negócio. Essa prática é essencial para pensar em estratégias, identificar possíveis quedas nas vendas e não correr o risco de chegar ao fim do ano no vermelho.

 

Para isso, é preciso avaliar as vendas mês a mês e comparar com o mesmo período do ano anterior. Manter um bom controle financeiro também é essencial nesse momento, pois só assim você vai saber se as entradas e saídas correspondem com suas metas e orçamento.

Todo mundo está sujeito a sofrer quedas nas vendas, principalmente em tempos de instabilidade econômica. Se a balança não está te favorecendo, saiba que esse texto vai te ajudar a recuperar o fôlego.

Força, você ainda tem seis meses para reverter a história! Vamos juntos descobrir como melhorar as vendas?

Calculadora e caneta sobre uma folha de papel

Os 3 P’s para resolver a queda nas vendas

Lojista nenhum gosta de ver as vendas caindo, mas acontece. Fatores como a sazonalidade do mercado e economia enfraquecida contribuem para queda nas vendas e números pouco expressivos no balanço final. Mesmo assim, não se desespere: a boa notícia é que existem formas de reverter essa situação.

Uma dessas maneiras é o método 3 Ps: preço, propaganda e promoção. Agindo nessas três frentes, fica fácil combater a queda nas vendas. Quer saber mais?

Preço

Bons preços são o antídoto certeiro para a queda nas vendas. Quem é que não gosta de economizar? Apesar disso, é preciso cautela na hora de trabalhar a precificação no varejo: cobrar muito abaixo do mercado vende mais, mas pode te colocar no vermelho.

Aspargos brancos e verdes com cartazes de preço

Na hora de botar o preço, você deve levar em consideração os seguintes fatores: valor unitário do produto, despesas fixas e variáveis do seu negócio e a margem de lucro desejada. Nessa equação você descobre o valor ideal a ser cobrado, mas nem sempre vai chegar ao valor certo de precificação. Para chegar aos números exatos, também leve em consideração a realidade do mercado, ou seja, olhe para a concorrência.

Um preço atrativo deve estar de acordo ou abaixo do que é cobrado pelos concorrentes. Ainda que a cautela seja importante, para resolver a queda nas vendas é interessante apostar até mesmo em preços abaixo do valor do mercado, buscando o lucro pelo volume de vendas.

Nessas horas um fornecedor parceiro que oferece vantagens e te ajuda a reduzir custos, com frete grátis e cashback, tem impacto indireto na hora de reverter a queda nas vendas.

Pense só: você paga em média R$ 20 em um produto, e o vende a R$ 30. Se você não paga frete, por exemplo, o preço unitário dá uma leve abaixada. Se você tem descontos ou recebe Cashback, ele abaixa mais um pouco. Com vantagens pontuais assim, você consegue adquirir o mesmo item que a concorrência, só que a um preço bem mais baixo.

Se você resolve não abaixar seu preço, ainda que tenha pagado mais barato na compra, seu negócio lucra mais a cada venda. Se abaixar, fatura no volume. A regra é clara: quanto maior seu controle sobre o custo de compra, maiores são suas possibilidades de mudar o preço de venda e combater a queda no faturamento!

Fala, Mart!

Quer saber mais sobre a precificação no varejo? Baixe nosso e-book grátis sobre o tema!

Propaganda

Dizem que a propaganda é a alma do negócio porque é ela que leva as pessoas até você. Do que adianta oferecer bons preços se ninguém ficar sabendo? Para enfrentar a queda nas vendas, é importante investir em divulgação para atingir novos clientes em potencial e atrair de volta aqueles que já conhecem seu negócio.

Para definir estratégias de propaganda, você precisa saber quais são seus objetivos e qual o público que quer alcançar. Esse último fator é essencial para direcionar bem seus esforços e recursos, pois de nada adianta investir em marketing digital, por exemplo, se a maior parte do seu público está fora das redes sociais.

De volta às raízes

Fileira de carros de som

Por falar em marketing digital, por mais que nos últimos anos ele tenha se estabelecido como meio de propaganda favorito de diversos segmentos, não podemos desprezar alguns clássicos da divulgação analógica que ainda se mostram eficientes.

Um deles é a propaganda volante, o famoso carro de som. Mais barato que um outdoor, a publicidade automotiva chama atenção, causa impacto imediato e direciona o anúncio para o público da rota que você pretende atingir..

Outra forma de combater a queda nas vendas é distribuir flyers em locais que seu público-alvo frequenta. O panfleto pode servir tanto para mostrar seus serviços para quem ainda não conhece ou vir na forma de tabloide, divulgando preços e promoções.

Para complementar a estratégia, aposte em uma promoção caprichada! Talvez tíquetes de desconto que podem ser retirados dos próprios flyers e tabloides sejam uma boa pedida pra sua loja. Gigantes, como o McDonalds e o Burger King, utilizam essa estratégia.

Mas falando em promoção…

Promoção

Por fim, uma das técnicas clássicas para impulsionar as vendas é investir na boa e velha promoção. Se é “boa e velha” é porque sempre funciona, né?! Quase isso: para que o descontinho ou o brinde dê certo, você não pode abrir mão do planejamento.

Por fim, uma das técnicas clássicas para impulsionar as vendas é investir na boa e velha promoção. Se é “boa e velha” é porque sempre funciona, né?! Quase isso: para que o descontinho ou o brinde dê certo, você não pode abrir mão do planejamento.

Defina um objetivo

Para resolver a queda nas vendas, você pode estimular seus clientes a comprar mais ou então ir atrás de novos clientes. No primeiro caso, uma promoção com descontos progressivos é mais adequada, enquanto o cupom é mais atrativo pra quem ainda não conhece sua loja.

Além disso, você pode criar uma promoção temática para “desencalhar” alguns produtos que não tiveram bom desempenho nos últimos meses. Datas especiais são excelentes motores de venda nesses casos! Saiba que, com criatividade, você pode transformar qualquer ocasião em um evento extraordinário para alavancar as vendas e chamar atenção para determinados produtos ocupando espaço no estoque.

E você nem precisa esperar um feriado: só nas próximas semanas teremos as férias escolares, o Dia da Pizza, o Dia do Futebol e o Dia dos Pais. Não há queda nas vendas que resista!

Estabeleça um conceito

Anunciar queda de 10% nos preços de toda a loja é uma coisa, mas você aumenta exponencialmente suas chances de lucrar se propõe algo mais elaborado. Por exemplo: no varejo, “semana da pizza” com 10% de desconto em ingredientes para fazer o prato em casa ou, no restaurante, uma doce de brinde para quem pedir duas pizzas salgadas – não há louco por promoções que resista.

Se você tem uma loja de materiais de construção ou de produtos agroveterinários também há solução para a queda nas vendas. Que tal oferecer descontos progressivos para compras dentro de um setor, frete grátis a partir de determinado valor ou benefícios para quem comprar em grandes quantidades?

Isso é só o começo! Fazer uma boa promoção é uma arte e se essa é sua aposta para vender e lucrar mais, confira mais dicas sobre o assunto aqui no Fala Mart!

Deixe um Comentário!

DEIXE UMA RESPOSTA:

Please enter your comment!
Por favor, insira seu nome