Home Segmento Bar Delivery: um guia eficiente para oferecer o serviço de entrega no estabelecimento
Entregador de bicicleta em rua movimentada. Ao fundo comércio e carros desfocados.

Delivery: um guia eficiente para oferecer o serviço de entrega no estabelecimento

0
1108

A quarentena da COVID-19 está no seu momento de ápice e os negócios que ainda estão abertos – supermercados, mercearias e farmácias – estão precisando reavaliar seus modelos de negócio e abraçar de vez o serviço de entrega.

 

Os clientes não sumiram, eles só estão isolados em casa! Isso significa que você tem a chance de continuar vendendo através da implantação de um sistema de entrega em domicílio, minimizando os impactos negativos da quarentena.

O problema você já sabe qual é: como estruturar um serviço de entrega em alguns dias? Calma, vem comigo que o texto de hoje vai te mostrar o que fazer. Preparado? Então bora!

Um homem usando terno e máscara segura uma caixa de papelão em uma via pública.

Passo 1: escolhendo a plataforma

Hoje em dia escolher a plataforma certa é o passo mais fácil para criar o serviço de entrega da sua loja. O cadastro é extremamente simples, e a maior decisão que você vai precisar tomar está mesmo nas taxas.

Para os aplicativos voltados para o delivery – como o Rappi, Uber Eats, Ifood, Loggi e outros – é só baixar e procurar pela área de cadastro de empresas. O importante aqui é você comparar o valor que cada um desses apps cobram, e se decidir pelo que faz mais sentido pra você e para o seu negócio.

Outra saída praticamente grátis é trabalhar com as mídias sociais. Principalmente o Whatsapp Business e os chats de conversas (messengers e direct messages) do Facebook e do Instagram, que oferecem diferentes possibilidades de interação.

O Whatsapp Business te permite criar um catálogo personalizado, além da facilidade de envio direcionado aos clientes já cadastrados. Use as mídias sociais para divulgar o número e crie seu serviço de entrega independente, sem pagar nenhuma taxa.

Entregador de bicicleta em rua movimentada. Ao fundo comércio e carros desfocados.

Passo 2: organizando o estoque

Para um serviço de entrega eficiente, você vai precisar de um estoque bem carregado e com muitos produtos. Esse é o problema que grandes redes varejistas estão passando: redes como Pão de Açúcar e Carrefour estão com filas de entrega que chegam a mais de 2 semanas.

Isso porque eles não pensaram em estoque. Não tinham a quantidade de produtos suficiente para entregar em alta demanda. E aí foi preciso fechar o delivery.

Você contorna essa situação de duas formas:

  • Analisando as tendências de compras durante a quarentena;
  • Abastecendo seu estoque periodicamente com os produtos mais procurados.

Não adianta gastar comprando produtos que não tem ninguém comprando. Na verdade, eu até já fiz um levantamento do que os consumidores estão procurando, dá uma olhada e já comece a investir certo!

E na hora de comprar, já sabe: o Martins.com.br é completamente online. Você não precisa ter contato com ninguém, respeitando o isolamento social. E fique tranquilo, durante toda a quarentena vamos estar de plantão para te ajudar, ok?

Passo 3: serviço de entrega seguro

Bom, se você optar em oferecer esse serviço via aplicativo, não vai precisar se preocupar com motoboys para fazer o trabalho. Agora, se vai fazer o delivery por conta própria via Whatsapp, vai precisar de um elemento extra: a segurança.

Isso vale tanto para o bom andamento dos negócios quanto para a alta demanda, tendo em vista o contexto que a gente está vivendo hoje com a pandemia da COVID-19. É muito mais seguro trabalhar com pessoas que você já conhece e que tem bastante experiência.

O volume do seu serviço de entrega provavelmente vai ser alto, por isso se contar com profissionais que não conhecem sua região ou que você nunca trabalhou antes, torna toda a operação mais lenta e mais arriscada.

Inclusive, muitos donos de negócio estão entregando eles próprios as mercadorias. Se as entregas não forem muitas, talvez seja uma boa ideia para economizar!

Agora, a logística das entregas precisa levar em conta alguns pontos sobre a pandemia. Separei alguns principais pra você ficar atento:

  • Cuidado com as sacolas: higienize sempre as mãos ao empacotar os produtos e deixe as sacolas em lugar reservado;
  • Cuidado com as mãos: evite tocar as embalagens demais e sempre higienize as mãos antes de encostar nas embalagens;
  • Precaução a cada rota: toda vez que uma entrega for feita, higienize o veículo;
  • Deixe na porta: ao invés de entregar a mercadoria em mãos, deixe na porta e chame o cliente para buscar. Em hipótese alguma entre na casa do cliente.
Pessoa com máscara facial em close.

Passo 4: ajuste os pormenores do serviço

Existem alguns quesitos que você ainda precisa levar em conta ao estabelecer um serviço de entrega durante a quarentena. O mais importante deles é com certeza o recibo: e se o cliente disser que não recebeu, o que você faz?

Minha dica é ir para o lado da simplicidade: um recibo simples assinado no ato da entrega. Ao passar o papel e a caneta para o cliente, higienize suas mãos na frente dele e ofereça o álcool em gel para que ele higienize as deles também.

Agora uma questão fiscal: a nota (ou o cupom) deve sempre acompanhar o produto. Envie grampeado nas sacolas mesmo para evitar contato desnecessário.

Mas se você optar pelos aplicativos de serviço de entrega, é interessante realmente entender como as taxas funcionam. Às vezes o que tem a menor taxa mensal é mais salgado na antecipação, ou o prazo para o recebimento de parcelamentos é muito grande. Leia o contrato inteiro antes de assinar!

Ah, e uma última coisa: não deixe de divulgar. Crie campanhas nas mídias sociais, invista no Google Ads, enfim: deixe todo mundo sabendo o que você está fazendo, ok? Assim, mais gente se interessa e você consegue um faturamento maior.

Viu como é simples montar um serviço de entrega? Uma coisa é certa, durante esse surto de coronavírus eu e toda equipe do Martins.com.br só queremos te ajudar. Vem ver esse post sobre como vamos fazer isso. Até a próxima!

DEIXE UMA RESPOSTA:

Please enter your comment!
Por favor, insira seu nome