A tecnologia chegou de vez no varejo. Para ficar. De forma definitiva e sem volta. Em qualquer aspecto do negócio de varejo, independentemente se na operação é necessário esforço humano para o seu funcionamento, sem a interferência da tecnologia na gestão a atividade está fadada ao fracasso. A cada dia as antigas cadernetas e as contas na ponta do lápis ficam para trás. O mundo está em plena quarta revolução industrial e o varejo talvez seja o segmento onde as inovações se mostrem mais presentes aos olhos da sociedade.

Em 2018, vale ressaltar, a tecnologia mobile continua a convergir, cada vez mais fortemente, como principal canal de tráfego de vendas no varejo. Prova disso é que na edição 2017 da Black Friday a grande parte dos acessos veio do móbile. Com os smartphones cada vez mais desenvolvidos, a tendência é esse movimento aumentar de forma exponencial. Vale lembrar também que a cadeia de abastecimento já é influenciada por fatores como tecnologias de direção automática e robótica.

E-commerce

Atualmente compra-se de tudo online. E a tendência é isso aumentar ainda mais. O varejo terá imperativamente que seguir o mesmo caminho: estar presente e oferecer os seus produtos e serviços pela rede mundial de computadores.

Tecnologia na comunicação

Mensagens de texto via WhatsApp ou SMS já se tornaram corriqueiras para a comunicação entre clientes e empresas. As mais diferentes mensagens podem ser enviadas em textos simples, com eficiência e rapidez.

Smartphonecard

Uma nova modalidade de pagamento está surgindo para quitar as compras: o smartphone. Atualmente pode-se comprar e pagar qualquer coisa através de móbiles, que têm embarcado inúmeros aplicativos que permitem isso. Nos próximos anos é possível que os smartphones venham substituir os cartões de crédito e de débito.

Originalidade e autenticidade

Nunca foi tão necessário se destacar em um mundo onde as mensagens são bastante parecidas e há um exagero de comunicação. Por isso é fundamental ter linguagem própria, ter personalidade, ser único, surpreender. Verdade, naturalidade e autenticidade são cada vez mais valorizados pelo consumidor.

Sites responsivos

É fundamental se atentar para a experiência dos consumidores com o seu site, seja no móbile ou no desktop. O site influencia diretamente o público. Portanto, que ele seja criativo e responsivo, assim terá maior probabilidade em atrair a atenção e facilitar as escolhas.

Estas são algumas das muitas realidades e tendências do varejo para 2018. Note que todos os pontos passam pela tecnologia. Portanto, invista e acredite nas inovações. Elas jogam a seu favor. Prepare o ambiente para as transformações, que já estão em curso!