Home Dicas Covid-19 Reabertura do comércio: protocolos de segurança para o varejo na pandemia
Mulher usando luvas e máscara facial de proteção andando na calçada e olhando para vitrine à sua esquerda.

Reabertura do comércio: protocolos de segurança para o varejo na pandemia

0
509

Depois de alguns meses em quarentena, o comércio está reabrindo as portas Brasil adentro. Mas não podemos esquecer que o novo coronavírus ainda está circulando, e para garantir a segurança do varejo na pandemia, alguns cuidados e protocolos de segurança são básicos e precisam ser seguidos sempre.

Segundo alguns estudos, 01 pessoa doente contagia outras 06. Nesse ritmo, o número de casos pode dobrar dentro de 3 dias. E a doença passa por erros bobos: pegar em uma embalagem tocada por alguém infectado e esfregar o olho e mucosas, ou através de gotículas que ficam no ar quando uma pessoa tosse ou espirra.

A boa notícia é na reabertura do comércio, tudo isso pode ser evitado se os protocolos de segurança forem seguidos à risca. Ainda não sabe quais são eles? Então continue a leitura e veja quais são as principais recomendações de higiene para o varejo na pandemia.

Mulher usando luvas e máscara facial de proteção andando na calçada e olhando para vitrine à sua esquerda.

Protocolos de segurança para o varejo na pandemia

O papel do varejo na pandemia vai muito além de oferecer aquilo que os consumidores precisam para o dia a dia. Hoje, o trabalho de todo varejista é promover um ambiente em que todos consigam fazer suas compras de maneira segura – o pilar mais importante na experiência dos clientes nesse “novo normal”.

Neste momento, zelar pelos consumidores e colaboradores também é estratégia de vendas. Por isso, fique atento em cada processo do seu negócio e preze sempre pela higienização correta do local.

Mas o fato é que a reabertura do comércio ainda inspira certa insegurança para algumas pessoas. Uma pesquisa da Confederação Nacional da Indústria revelou que 62% dos entrevistados pretendem frequentar menos o comércio de rua após a quarentena.

Para reconquistar esse público, a missão do varejo na pandemia é oferecer uma infraestrutura adequada e processos que se encaixem dentro dos novos protocolos de higiene e segurança. Conheça a seguir os principais pilares desse novo atendimento e veja como incorporá-los na sua loja agora mesmo.

Distanciamento social

 Pessoas de costas em fila com carrinhos de compras mantendo distanciamento social.

Se antes uma loja lotada era sinônimo de sucesso, agora o ponto de vendas ideal é aquele em que é possível manter uma distância de pelo menos 1,5m entre uma pessoa e outra.

Mudar hábitos nem sempre é fácil, eu sei, mas o momento pede uma sensibilidade maior para o bem-estar de todos. A melhor estratégia para manter o PDV organizado e evitar confusões é apostar nos adesivos de chão para garantir o distanciamento social adequado, principalmente na hora de formar filas.

Dependendo do tamanho da loja, vai ser preciso repensar o layout para que a circulação aconteça mais livremente. Mudanças necessárias tanto para manter clientes, como para atrair o novo tipo de consumidor que exige cuidado e prevenção dos locais que frequenta.

E não se esqueça que o cuidado deve ser direcionado tanto para os clientes, quanto para os colaboradores. Para driblar uma copa lotada, por exemplo, faça escalas para os horários de almoço e intervalo e, se possível, organize o time em equipes menores.

Mais algumas dicas para adaptar o varejo na pandemia:

  • Estabeleça o home-office para todas as funções que dispensam o trabalho presencial, como serviços administrativos e de contabilidade;
  • Para caixas e balcões, use barreiras de proteção feitas em acrílico separando clientes e atendentes;
  • Descubra a lotação máxima da loja considerando o distanciamento social e controle a entrada e considere agendar alguns atendimentos;
  • Utilize totem de álcool gel na entrada do seu negócio para cada cliente que entrar se higienizar. E não esqueça de medir a temperatura.

Higiene

Braço de pessoa com mão ensaboada estendida segurando barra de sabão sobre fundo rosa chapado.

Sem dúvidas, a higiene deve ser o principal foco de atenção para o varejo na pandemia. A proteção contra o novo coronavírus está diretamente atrelada com a disciplina na hora de seguir os protocolos de limpeza – que nem são tão complicados assim, mas demandam um certo trabalho.

Água, sabão, álcool gel, álcool 70% serão os seus aliados e o segredo para uma higienização eficaz está na frequência da limpeza e no engajamento de todos os colaboradores para que a desinfecção seja realizada adequadamente.

Vai ser preciso organizar um cronograma de limpeza, estabelecendo horários, local e profissional responsável. Assim, você garante a completa higienização da sua loja e mantém o colaborador seguro e não muito sobrecarregado.

Veja algumas dicas extras para facilitar essa nova rotina do varejo na pandemia:

  • Só permita a entrada de clientes com máscara e forneça máscaras ou face-shields para toda a equipe, que devem ser trocadas pelo menos a cada três horas;
  • Torne obrigatório o uso do álcool gel para higienizar as mãos de cada cliente que entrar e sair do estabelecimento;
  • Disponibilize dispensers de álcool gel pelo salão, assim como pias abastecidas com sabão, álcool e toalha de papel descartável para os funcionários;
  • Aumente a frequência de limpeza de banheiros e superfícies onde o contato é mais intenso, como balcões, teclados, etc, que devem ser higienizados pelo menos 3x ao dia;
  • Privilegie a circulação natural de ar sempre que possível, mantendo janelas e portas abertas, evitando ao máximo o ar-condicionado.

Monitoramento

Caixa de supermercado com barreira de proteção e profissional em pé usando luvas e máscara de proteção

Não basta instituir uma série de novos protocolos de higiene e segurança sem manter um controle rígido dessas ações. Assim como estratégias de venda devem ser monitoradas e avaliadas constantemente, as práticas de combate ao novo coronavírus para o varejo na pandemia devem estar sob constante fiscalização.

Os clientes devem ser informados sobre as medidas de proteção que a loja está tomando nesse momento. Esse serviço é importante tanto para orientar sobre os procedimentos no PDV, quanto para tranquilizá-los para frequentar o varejo na pandemia.

As mídias sociais podem ser usadas para fazer essa pré-conscientização e deve ser acompanhada por cartazes explicativos no interior da loja. Mostre para seus clientes que o seu negócio se importa e que está tomando todas as precauções.

Quanto aos colaboradores, o foco está na atenção aos sintomas, na ação rápida caso haja algum infectado, e também na manutenção das práticas do dia a dia. Para facilitar esse controle, nomeie alguns responsáveis por fiscalizar a conduta do resto do time (uso correto das máscaras, distanciamento social, etc) e monitorar as limpezas periódicas.

Em caso de infectados, veja como proceder:

  • Estabeleça um protocolo caso haja algum colaborador com sintomas. O ideal é afastá-lo imediatamente, além de monitorar e testar todos aqueles que tiveram contato com ele;
  • Promova oficinas de conscientização online, reforçando periodicamente informações sobre sintomas, medidas de prevenção e cuidados para se ter em casa e no transporte público;
  • Mantenha contato com os colaboradores infectados e só permita que voltem ao trabalho aqueles que foram devidamente testados;

Você já deve ter percebido que o varejo na pandemia tudo está muito novo e diferente – e isso é para todos. Todo varejista precisa ou precisou se adaptar a esse novo cenário, priorizando a higienização, cuidado e bem-estar de todos: cliente e colaboradores.

Para te ajudar ainda mais, nós preparamos um Kit Gratuito para Reabertura do Comércio. Nele você vai encontrar tudo para te ajudar nessa nova etapa: dicas de higienização, planilhas de controle de limpeza, materiais impressos para disponibilizar e colar no PDV.

Baixe agora! É tudo feito com muito carinho, pensando em como ajudar o seu segmento melhorar os processos nesse novo tempo. Acesse aqui.