Home Destaque O que você precisa saber para vender celular para os clientes
vendedor mostrando celular para cliente

O que você precisa saber para vender celular para os clientes

0
153

Os clientes passaram a te chamar mais pelo WhatsApp? A seguir o Instagram da loja ou curtir sua página no Facebook? Já fizeram um Pix? Ações como essas geralmente são feitas pelos aplicativos instalados no celular e mostram o quanto ele se tornou indispensável. Bom para vender celular na loja e também para promover a cultura do uso corporativo do aparelho.

Não é de hoje que o smartphone se tornou o equipamento mais usado para acesso à internet. A última pesquisa divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) sobre o assunto mostrou que 99,5% dos lares usam o telefone celular para navegar na web. Além disso, 94,3% dos domicílios têm ao menos um smartphone.

O acesso móvel à internet também cresceu entre todas as faixas etárias. E um dos destaques foi entre a população acima de 60 anos, cujo percentual saltou de 38,7% em 2018 para 45% no ano seguinte. Ou seja: quase todo mundo tem um celular na palma da mão hoje em dia para se comunicar, comprar, trabalhar ou estudar.

No ano passado foram comercializados cerca de 46 milhões smartphones. A receita total do mercado de celulares atingiu um patamar de R$71,7 bilhões no Brasil, crescimento de 16% em relação a 2019. Vender celular é um negócio certo, mas você está preparado e sabe o que o cliente tem buscado na hora de comprar?

Vamos saber então as preferências do consumidor, o que ele está de olho na hora de comprar um aparelho e o que você precisa saber para vender celular de forma certeira. Ah, vamos falar também sobre o uso de celular corporativo nos negócios. Bora lá!

O que os clientes buscam

Durabilidade maior da bateria, uma boa resolução da câmera, memória para que seja possível baixar arquivos de mídia com tranquilidade etc.

Na hora de escolher o aparelho celular, cada cliente leva em consideração alguma característica que vai atender às suas necessidades, sejam pessoas ou profissionais.

Mas o que será que de fato move o consumidor na hora de procurar pelo smartphone ideal? Às vezes é meio difícil de saber, porém um estudo publicado na Revista Brasileira de Pesquisas de Marketing, Opinião e Mídia (PMKT) delimitou bem o assunto.

A pesquisa científica conseguiu identificar os benefícios que o cliente leva em consideração na decisão de compra de smartphones. São eles:

  • Capacidade da memória;
  • Facilidade de uso;
  • Velocidade do processador;
  • Definição da câmera;
  • Reputação do fornecedor;
  • Tecnologia do sistema operacional;
  • Vida útil do aparelho;
  • Capacidade da bateria.

Esses oitos requisitos devem ser levados em consideração por você na hora de negociar a compra com o fornecedor. Como é muito difícil incluir todos os benefícios em um único aparelho, mantendo um bom custo-benefício, tenha sempre um sortimento variado para que os consumidores tenham opção de escolha.

Variedade no mix

Hoje, os smartphones são mais do que o aspecto visual. O cliente quer funcionalidade porque, muitas vezes, é direto do aparelho que ele resolve todas as pendências do dia a dia: transações financeiras, envio de e-mails, contato com clientes e as próprias compras. Quase tudo sendo resolvido ali, na palma da mão.

Por isso, em muitas situações, ele não poupa o gasto e escolhe por um smartphone melhor porque sabe que está fazendo investimento em praticidade e segurança.

Estude as especificações dos aparelhos vendidos na sua loja, instrua os vendedores a fazer o mesmo, pois conhecimento é peça fundamental na decisão de compra do cliente.

Ainda que ele vá até a loja com a ideia de qual aparelho ele quer comprar, sempre é bom mostrar as opções de escolha e as vantagens dos produtos.

Vamos te ajudar com algumas sugestões, mas ôh, o Martins tem um amplo portfólio para você vender celular para os clientes e também para uso corporativo:

Ainda falando em smartphone, tenho uma novidade para te contar: o Martins agora também vende produtos da Apple. O portfólio conta com Iphones, carregadores, cabos, fones de ouvido e entre outros acessórios da marca:

Celular corporativo é necessidade

mulher digitando mensagem no Whatsapp usando o celular

Saindo um pouco do campo das vendas, de forma direta, é hora de você pensar em como um celular corporativo pode ser útil para o dia a dia da loja.

Você ainda tem feito contato com os clientes pelo seu WhatsApp pessoal? E como tem sido a atuação da sua equipe para movimentar as redes sociais da loja? Ou responder os clientes que enviam mensagens pelos canais virtuais? Além disso, atender o telefone achando que é assunto da loja, mas é no âmbito pessoal, acaba sendo chato, né?

Agora analise aqui comigo: como o processo funcionaria se você tivesse um ou mais aparelhos destinados só para estreitar esse contato com o cliente? O celular corporativo é uma forma de padronizar e profissionalizar esses atendimentos. Além de ajudar você a organizar a sua rotina, separando a vida pessoal da profissional.

Ter dois aparelhos, sendo que um é para uso exclusivo do trabalho, tem sido cada vez mais comum. Mas você precisa considerar algumas questões na hora de comprar um celular corporativo.

Qual escolher?!

Há diversos tipos de dispositivos para uso corporativo, desde os modelos mais básicos até os mais completos. Antes de escolher o ideal, pense na rotina de processos internos, no seu dia a dia e como um smartphone exclusivo poderia ajudar no desempenho das lojas.

O bom dos modelos mais simples é que são mais baratos e servem para ações mais pontuais e que não demandam tanto do dispositivo como, por exemplo, ligações ou envio de respostas pelo WhatsApp.

Marcas tradicionais como Samsung, LG e Motorola, mesmo com aparelhos de última geração no mercado, continuam oferecendo muitas opções que podem atender a essas necessidades.

Agora se o celular for usado também para ações de marketing digital como postagens nas redes, criação de conteúdo de mídia, vai demandar o uso de mais aplicativos e tecnologias. Para esses casos, é bom você pensar em um aparelho intermediário ou até mesmo um mais robusto.

Essas atividades exigem um sistema operacional mais avançado e um aparelho com configurações melhores, para evitar que o aparelho trave ou mesmo dê panes que reduzam a vida útil do equipamento.

Temos muitos modelos e marcas para você escolher, mas vamos sugerir alguns aparelhos:

Vale a pena dar uma conferida no mix completo do seu parceiro Martins. E já que estamos falando de celular, dê uma passadinha no texto que fala sobre como escolher o melhor aparelho para revenda.

Até a próxima!