Home Segmento Bar Segmentos que com certeza vão vender na Black Friday

Segmentos que com certeza vão vender na Black Friday

0
795

Muitos lojistas temem não vender muito na Black Friday por achar que a data não tem nada a ver com seu segmento, mas isso não é necessariamente verdade. Algumas áreas do comércio realmente não tem essa afinidade com o evento, mas como determinar isso?

 

Simples: vamos observar os dados anteriores e tentar descobrir se seu segmento tem crescido em volume de vendas ano a ano na Black Friday. Sabendo em que direção está o mercado para o seu setor, você descobre se vale a pena investir na data.

Confira mais aqui!

Fila de clientes esperando para pagar: vender na Black Friday é uma oportunidade de crescimento.

Verificando se o setor vai vender na Black Friday

Nós vamos falar sobre alguns dos segmentos que podem vender na Black Friday com toda a certeza, mas seria impossível falar sobre absolutamente todos. Se o seu setor não estiver aqui, você pode analisar por conta própria o desempenho dele nos últimos anos para avaliar se pode ter um bom lucro no período.

Para fazer uma análise se o seu segmento vai vender na Black Friday, primeiro você deve esquecer qualquer ideia pré-concebida sobre quais segmentos se alinham com a data e quais não têm nada a ver com ela.

Existe um conceito enganoso de que apenas o varejo de bens eletrônicos ou de uma faixa de preço mais elevada alcança sucesso ao vender na Black Friday. Na verdade, não é raro encontrar mercearias, papelarias, bazares, restaurantes e até empresas de serviços entrando na onda da Black Friday.

Para ter certeza que o seu segmento é um deles e saber vale a pena investir na campanha para vender na Black Friday, procure pela entidade comercial da sua região e peça pelos dados do setor nos últimos anos nesse período.

Se os números indicarem que em sua última edição a Black Friday apresentou um número de pedidos no mínimo três vezes maior do que o de um dia comum, já vale a pena pensar no investimento.

Outras estatísticas que você deve prestar atenção para tomar sua decisão:

  • Crescimento do ticket médio na Black Friday ano a ano;
  • Aumento anual no número de pedidos na data;
  • Estimativa de crescimento da Associação Comercial da sua cidade.

Nos segmentos que vamos listar abaixo, vamos usar como exemplo na maioria dos casos as estatísticas do e-commerce, que são mais precisas e disponíveis. Elas também servem para compreender o varejo físico, pois indicam a tendência do que está sendo procurado em geral.

Eletroeletrônicos

O segmento de eletrodomésticos e eletroeletrônicos é quase um sinônimo de vender na Black Friday. Ele representa 23% do volume de vendas em e-commerce na data.

Televisão ligada em uma sala: eletroeletrônicos são uma certeza de vender na Black Friday

Em média, a procura pelos eletrodomésticos em 2017 ultrapassou em até 15,8 vezes a média de um dia normal de vendas. Isso é uma indicação de que o consumidor se prepara para comprar produtos do segmento na data. Deixar de investir para vender na Black Friday pode ser fatal para esses lojistas.

O mercado de eletroeletrônicos continua a crescer em volume a cada Black Friday. De 2016 para 2017, o crescimento das vendas foi de 54% segundo a pesquisa E-Commerce Radar Black Friday 2017.

Outra estatística que vale a pena prestar atenção: o setor dos eletroeletrônicos é responsável por três dos cinco tipos de produtos que tem maior garantia de vender na Black Friday segundo a Awin: SmartTVs, air fryers e aspiradores de pó.

Alimentos e Bebidas

Várias garrafas de vinho: alimentos e bebidas compõe o segmento que cresce ano a ano ao vender na Black Friday

Dá, sim, para ser do setor de Alimentos e Bebidas e vender na Black Friday. Várias empresas estão provando que sua participação na data rende muitos lucros. Bons exemplos são o Burguer King, o Bob’s e o McDonalds, que prometem repetir em 2018 a campanha que fizeram em 2017.

E não são só os restaurantes que podem fazer campanha na data. Lojas especializadas, como as de vinhos, queijos e cervejas artesanais costumam vender na Black Friday com descontos especiais. Graças a isso, o segmento apresentou um crescimento de 74% de 2016 para 2017.

Material Escolar

Material escolar é um dos setores que apresenta maior crescimento para vender na Black Friday

O segmento de Material Escolar se tornou um dos que mais apresenta grande destaque na hora de vender na Black Friday. Isso porque muitas famílias começaram a adotar a prática de comprar o material para próximo ano letivo com antecedência, aproveitando a data e os descontos em novembro.

Essa prática, que você pode reforçar na sua campanha de marketing, tem levado a uma procura 9,2 vezes maior por material escolar na Black Friday do que em um dia normal.

Segmentos que também merecem destaque

Existem alguns outros segmentos que são interessantes de citar pelo crescimento relativo nos últimos anos, como o de tabacaria, que teve um aumento nos pedidos de 2016 para 2017 na casa dos 50%.

Um outro segmento que costuma conseguir bons resultados ao vender na Black Friday é o de telefonia: embora os números estatísticos de crescimento não sejam grandes em relação aos setores mais expressivos, a venda de smartphones e tablets já representa um quinto do fluxo total da data.

Se você está pensando em promoções para vender na Black Friday, mas ainda não foi convencido de que esse momento também é seu, o argumento que resta é relativo ao crescimento total das vendas no período. A Associação Comercial de São Paulo espera um crescimento de 3% no varejo físico na data em relação ao ano passado, que por si só já havia sido um bom ano.

E aí, tá esperando o quê?

Se tiver mais dúvidas, vem dar uma lida no nossas respostas para as perguntas mais frequentes sobre a Black Friday!

DEIXE UMA RESPOSTA:

Please enter your comment!
Por favor, insira seu nome

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.