Basta subirem os termômetros para esquentar a procura por ventilador e umidificador de ar. Logo, está aí, varejista, uma excelente oportunidade sazonal para garantir boas vendas neste início de ano. E é sobre isso que vamos conversar hoje.

Todos os anos, a cena se repete. Chega janeiro e o noticiário nacional é tomado por manchetes sobre equipamentos que minimizam os efeitos do calor.

Foi assim lá em 2015, por exemplo, quando as vendas de aparelhos como ventilador e umidificador de ar cresceram 30%. Quatro anos depois, em 2019, a Mondial revelava aumento de 70% na produção de ventiladores para atender a demanda.

Antecipando o verão 2021-2022, uma pesquisa da Cuponomia aponta que a procura começou a aumentar em setembro do ano passado. Conforme o levantamento, apenas as buscas por ventilador cresceram 240% às vésperas da primavera 2021.

Para que esse cenário se converta em ganhos para o seu negócio, separamos diversas sugestões e referências. Com elas em mãos, você terá recursos extras para alcançar e reter clientes.

Vamos lá!

Merchandising direto no PDV

Para começar nossa conversa, lembre ao cliente como é bom estar em um ambiente mais fresquinho. Essa é a hora de ser criativo para colocar ventilador e umidificador de ar em destaque na loja.

Uma estratégia de vendas interessante é posicionar ventiladores ligados na entrada da loja. Além disso, coloque fitinhas amarradas na grade dos produtos. Parece simples, mas atrai olhares e chama atenção dos consumidores.

Também procure ativar seu PDV com o máximo possível de aparelhos em uso ou prontos para testes. Além disso, deixe tomadas perto dos seus displays. Quando alguém perguntar sobre o produto, faça questão de testar na hora.

Nesse momento, ventilador e umidificador de ar podem se complementar. Enquanto um refresca, o outro garante a umidade do estabelecimento. Assim, a sensação de bem-estar gerada pode incentivar o cliente a comprar até mais de um produto.

Você sabia que 93% dos brasileiros consideram a experiência um fator importante e até decisivo para finalizar a compra? Na prática, isso mostra o quanto o conjunto apresentação e atendimento pode fazer o cliente ir além da “olhadinha”.

Atendimento e apresentação

Desde a fachada até a apresentação dos produtos, cada detalhe importa. Manter uma iluminação adequada, com itens e espaços limpos também faz toda a diferença. Assim, aproveite para ler nossas dicas sobre organização de loja.

Além disso, atualize sua equipe quanto ao atendimento. Quem quer comprar ventilador e umidificador de ar busca resolver um problema: o excesso de calor. Por isso, o responsável pelo atendimento precisa entregar informações relevantes e garantir que o produto escolhido cumpra as expectativas do cliente.

Dessa forma, a equipe precisa estar disposta a auxiliar e ser compreensiva. Saber diferenciar as qualidades e cuidados básicos de cada tipo de aparelho pode ser um elemento de conquista.

Ventilador e umidificador de ar como carro-chefe

Vender tanto ventilador e umidificador de ar quanto ar-condicionado e climatizadores é mais fácil se você tiver os produtos certos. Então, procure dar atenção às tendências.

Assim, variedade é de longe a melhor estratégia que sua loja pode adotar. Nesse quesito, está incluso mostrar produtos de todas as faixas de preço, de várias marcas, modelos e funcionalidades.

Conforme o perfil do seu público, você vai equilibrar a formação do estoque entre os diversos itens. O foco, claro, está em garantir o máximo de saída possível.

Se você é um varejista focado em todo tipo de cliente, precisa ter produtos que agradem à maioria deles, certo? Para isso, tenha sempre marcas de curva A– aquelas mais tops do mercado. Contudo, não deixe de trabalhar com marcas de curvas B e C, que também trazem boa rentabilidade e vendem muito.

Assim, considerando a atual conjuntura econômica, nossa sugestão é manter os aparelhos historicamente mais procurados como carro-chefe. Mesmo com a ascensão do ar-condicionado e climatizador, ventilador e umidificador de ar ainda são os mais acessíveis.

Vamos então falar um pouco de cada um desses produtos, suas características e as novidades do mercado. São questões que acabam influenciando positivamente nas vendas!

Ventilador

Vender só ventilador de mesa não dá, não é? Quanto mais variedade, mais você vende. Os itens básicos são: ventilador de teto, ventilador de coluna, de mesa e de parede, além dos outros que vamos mostrar:

  • Ventilador + Repelente: Esses modelos refrescam o ambiente ao mesmo tempo que espantam os mosquitos, outro problema sério no nosso verão úmido brasileiro. O refil pode ser líquido ou de pastilha e você encontra aparelhos de 3, 6 e 8 pás, que são hélices. E o melhor: eles não fazem mal à saúde humana, nem aos bichinhos de estimação.
  • Com controle remoto: eles facilitam a vida do consumidor, já que não é necessário levantar da cama no meio da noite, por exemplo, para ligar ou alterar a velocidade do aparelho. Nem todo mundo conhece. Por isso, não deixe de oferecer e mostrar esse diferencial;
  • Ventilador de múltiplas pás: já foi a época que ventilador era só aquele modelo de três pás. Hoje, você precisa vender todas as suas variações, como os de 4 pás, 6 ou até de 8 pás que lidam com qualquer calor. Eles oferecem um fluxo de vento mais constante e têm chegado cada vez mais silenciosos ao mercado.

Umidificador de ar

São extremamente necessários em regiões mais secas, onde as chuvas de verão não são suficientes para aumentar a umidade do ar. O aparelho é ideal para as pessoas que sofrem ou têm propensão a doenças respiratórias, como sinusite, bronquite e/ou rinite.

Além disso, a maior parte dos umidificadores de ar funcionam como se fossem um processo de ebulição. A água do compartimento interno é aquecida até arrefecer, transformando-se em vapor fresco liberado para o ambiente com o objetivo de manter a umidade do ar estável.

Outra qualidade de umidificador de ar é que ele é compacto, pode ser transportado para qualquer ambiente. Além disso, não consome muita energia. A tática de deixar os equipamentos ligados na loja também vale para os umidificadores.

Ar-condicionado

Não podemos deixar de falar do ar-condicionado, que se popularizou nos últimos anos. Em outubro de 2020, por exemplo, a Cupomania registrou aumento de 222% nas buscas pelo item.

De acordo com o Polo Industrial de Manaus (PIM), a produção do modelo Split passou de 1,8 milhão para 3,1 milhões. Já os modelos de janela, o incremento foi de 36,12%.

Os modelos split economizam mais energia que os de janela e além disso ainda são silenciosos. No entanto, os de janela são mais baratos e de instalação menos complexa. Preparamos um resumo dos principais termos ligados a ar-condicionado. Veja só:

  • Inverter: é muito recomendado para escritórios e ambientes grandes. Sua maior vantagem é a economia de energia. O equipamento mantém a temperatura sempre constante;
  • Split: tem o módulo de refrigeração dentro do ambiente, enquanto o compressor fica do lado de fora. Conectar as duas partes é fácil. Portanto, instrua seu cliente a contratar um montador especializado. A maioria das marcas suspende a garantia se o aparelho não for instalado por um profissional credenciado;
  • Ar-condicionado de janela: é o modelo mais simples e o mais em conta. É importante oferecê-lo na loja para garantir mais variedade e para atingir todas as faixas de consumidores;
  • Portátil: é pequeno e dá para levar para qualquer lugar. Já existem esses modelos com preços bem acessíveis no mercado e você não pode deixar de tê-lo em estoque;
  • BTU: é a unidade de medida que indica a potência de um ar-condicionado. Quando maior for a medida, mais capacidade de resfriamento ele terá. Pergunte ao cliente em qual ambiente o ar será instalado;
  • Quente e frio: ideal para atender as necessidades de quem mora em regiões com grande variação de temperaturas. No modo quente, funciona como um aquecedor. No modo refrigeração, deixa o ambiente geladinho, como os modelos convencionais.

Climatizador

O climatizador serve para abaixar ou aumentar, em alguns casos, a temperatura ambiente em até 5º. O produto também consegue manter a umidade relativa agradável, assim como o umidificador.

A função do climatizador se dá através do próprio ar. Ele consegue absorver o ar ambiente e climatizá-lo dentro de seu sistema, tornando-o mais úmido e fresco. Outras vantagens estão no pouco consumo de energia elétrica, baixo custo de manutenção e de simples instalação.

Na hora de escolher um climatizador, o cliente costuma levar em consideração alguns critérios: funções, vazão de ar, potência, tamanho do reservatório de água, e os recursos extras e dimensões. Por isso, é bom ter opções variadas para atender o gosto e o bolso de cada um!

Modelos mais econômicos

Boas vendas também são feitas acompanhando as tendências de consumo. Atualmente, adquirir modelos mais econômicos é uma necessidade para o consumidor. Logo, para minimizar o impacto da conta de luz cada vez mais cara, o cliente tende a dar preferência aos mais eficientes.

Hoje, aparelhos com a Etiqueta Nacional de Conservação de Energia (Ence), estabelecida pelo Inmetro, podem gerar economia de até 70%. Apesar de, em geral, pesarem mais no bolso do cliente, compensam o investimento a médio e longo prazo.

Segundo a Associação Nacional dos Fabricantes de Produtos Eletrônicos (Eletros), os eletrodomésticos mais eficientes têm um grande mercado pela frente. O órgão estima que 80% dos consumidores nacionais não têm equipamento com classificação a partir de A.

Ao Valor Econômico, o presidente da Eletros, José Jorge Júnior, analisou o cenário. “À medida que há uma procura maior por esses produtos, a oferta vai aumentar e o preço vai cair, mas ainda estamos em uma fase de transição.”

Desse modo, vale investir em um estoque com ventilador e umidificador de ar mais eficientes. O mesmo vale para aparelhos de ar-condicionado e climatizadores. Aproveite e destaque essa informação para o cliente. Com toda certeza, aumentará ainda mais a confiança que ele possui na sua loja.

Supermercados também entram no páreo

Se você tem um supermercado, seu portfólio também pode ganhar com aparelhos de climatização. No cantinho de eletro, diversifique disponibilizando pelo menos um ou dois tipos de equipamentos.

Talvez seu PDV não comporte um ar-condicionado, mas certamente tem espaço para ventilador e umidificador de ar. E vale apostar em estratégias semelhantes às citadas acima.

Disponibilize tomadas para teste, tire dúvidas do cliente, coloque um profissional para orientar. Além disso, deixe alguns itens ligados para fortalecer o clima de que vale a pena ter os aparelhos em casa.

Sendo assim, você aproveita a oportunidade de agradar o cliente sem tempo para ir a uma loja especializada. O consumidor ganha tempo e você fortalece seu PDV.

Busque parcerias de confiança

Finalmente, deixamos aqui nossa última sugestão do dia. Até este ponto, falamos sobre mix de produtos e ter ventilador e umidificador de ar como carro-chefe. Você já sabe também que precisa reforçar a atenção com a apresentação do PDV e dos colaboradores.

Então, é hora de conversarmos sobre um setor não menos importante da sua loja: o estoque. À medida que aumenta a demanda por aparelho de climatização, cresce o risco da falta de itens nas gôndolas. E eu sei que o seu maior desafio é manter o equilíbrio para que não falte nem sobre produtos.

Portanto, aproveitamos aqui para reforçar a importância de se ter boas parcerias para se alcançar esse objetivo. Conte com a gente para abastecer o seu estoque. Temos um mix completo para atender sua demanda de verão e do ano todo, seja com ventilador, umidificador de ar ou qualquer outro produto.

Enquanto você confere os produtos no Martins.com.br, vamos preparando as próximas dicas para ajudar sua loja com as vendas. Ah, aproveite para ler nosso texto sobre os aparelhos eletrônicos que mais vendem!

Até mais!

DEIXE UMA RESPOSTA:

Please enter your comment!
Por favor, insira seu nome

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.