Home Dicas Black Friday Quando se preparar para a Black Friday no Brasil?
Relógio em frente à quadro com “Black Friday” escrito

Quando se preparar para a Black Friday no Brasil?

0
486

A Black Friday no Brasil se firmou nos últimos anos como uma das principais comemorativas do segundo semestre, ficando atrás apenas do Natal. O comércio varejista foi rápido ao abraçar o evento, que acontece aqui há 9 anos mas

 

Independente do seu segmento, quem quer entrar na onda também precisa começar a se preparar – e agora! Não sabe o que fazer? Então continue a leitura que o Fala Mart está aqui pra te ajudar a chegar na Black Friday no Brasil pronto para vender muito e faturar alto!

Quando começar a se preparar para a Black Friday no Brasil?

Relógio em frente à quadro com “Black Friday” escrito

Ainda tem dúvidas? Você precisa começar agora mesmo!

Nesse final de setembro, coloque no papel tudo que precisa ser feito, estabeleça um cronograma e divida as tarefas entre sua equipe. Em outubro, seu foco deve estar nos preços, gestão de estoque e articulação do marketing. Em novembro, a campanha é lançada e deve seguir a todo vapor até o final do mês, chamando a clientela para a loja!

Assim como nos Estados Unidos, a Black Friday no Brasil acontece na última sexta-feira do mês de novembro, que esse ano cai no dia 29. Portanto, você tem dois meses a partir de agora para se planejar e fazer o evento acontecer.

O planejamento inicial é importante para você saber, passo a passo, o que precisa ser feito para que tudo dê certo. Precificação e estoque também devem ser decididos o quanto antes, já que são determinantes para as estratégias de marketing e para garantir que você será capaz de atender a demanda extra, sem correr o risco de deixar os clientes na mão.

Com tudo isso resolvido, você terá o mês de novembro inteiro para focar pesado na divulgação!

Como se preparar para a Black Friday?

Vitrine com anúncio da black friday no Brasil

Um dos primeiros passos nos preparativos para a Black Friday no Brasil deve ser a escolha dos produtos que entrarão em promoção e quais serão os descontos. Não se esqueça que seus fornecedores devem aderir à data também (o Martins com certeza vai!) e pode ser interessante combinar com eles com antecedência quais serão os descontos para definir seus números.

Mas como precificar? Nessas horas, os dados da Black Friday no Brasil de anos anteriores são referenciais importantes para basear as perspectivas para 2019. Além de levar em consideração os descontos e benefícios extras dos seus fornecedores, que podem ser repassados para os clientes no valor final, observe também a política de preços da concorrência.

Com esse paralelo você não corre o risco de dar descontos muito abaixo da média e sair no prejuízo ou abaixar pouco o preço e acabar sem vender nada. Lembre-se que na Black Friday seu foco deve estar em vender muito e lucrar pelo volume de vendas!

Aproveite os números dos anos anteriores para fazer uma estimativa do quanto comprar na hora de abastecer o estoque. Leve em consideração as vendas da Black Friday no Brasil nos anos anteriores e as previsões para 2019, que vão determinar se você deve ser otimista ou cauteloso.

A Black Friday 2019 vai vender?

Multidão segurando televisores em caixas na Black Friday no Brasil

Segundo pesquisa recente da GFK, a Black Friday no Brasil deve crescer 4% em relação a 2018, com um faturamento previsto de R$13,5 bilhões no comércio. Embora seja um crescimento tímido se comparado com os anos anteriores, há motivos de otimismo para os lojistas, principalmente no varejo de bens duráveis como smartphones e TVs, campeões de vendas que devem manter a tradição.

Um levantamento do Google revelou também que as vendas devem crescer nas lojas físicas. O comércio de ruas e shoppings pode ter seus números igualados aos das vendas pela internet, plataforma que firmou a tradição da Black Friday no Brasil.

Ainda segundo a pesquisa, as categorias de produtos com intenção de compra na data também se ampliaram. Produtos menos tradicionais do comércio eletrônico estão ganhando espaço, como alimentos, bebidas, móveis, veículos e cursos.

Como preparar a equipe para a Black Friday?

 Pessoas com mãos unidas

Seu planejamento inicial para a Black Friday no Brasil também deve incluir a contratação de colaboradores temporários para dar conta do trabalho extra. Parece cedo, mas dois meses é o tempo ideal para realizar o treinamento da nova equipe e garantir que todos estejam familiarizados com os produtos e o funcionamento da loja.

A Black Friday no Brasil costuma durar a semana inteira, a famosa Black Week, o que exige uma preparação especial para manter o atendimento funcionando de maneira organizada e eficiente durante todos os dias. Além de ter a loja bem mais cheia, a equipe deve estar preparada para uma clientela mais eufórica e nervosa do que o normal, já que o período deixa os ânimos de todos aflorados. Paciência e cortesia devem ser a base do atendimento.

O treinamento também deve ser direcionado para otimizar todos os processos e fazer todos os procedimentos da forma mais rápida possível, principalmente no caixa. Não esqueça de deixar funcionários responsáveis por cuidar do estoque e das reposições ao longo do dia e outros para manter a loja limpa e organizada. Reforço na segurança também é fundamental!

Checklist de Black Friday

Agora que já explicamos tudo que envolve a preparação para a Black Friday no Brasil, é hora de sistematizar as atividades mais importantes num checklist de Black Friday para você não esquecer nenhuma tarefa importante e chegar em novembro com força total!

  • Definir o mix que participará da Black Friday;
  • Definir todos os preços;
  • Abastecer o estoque;
  • Contratar colaboradores temporários;
  • Criar uma identidade visual para a campanha da loja;
  • Estabelecer um calendário de divulgação nas redes sociais;
  • Cuidar da infraestrutura da loja para receber o público com todas as manutenções necessárias (ar condicionado, pintura, espaço organizado para filas, merchandising, etc)
  • No caso do e-commerce, os principais reparos na infraestrutura devem ser: atualizar o servidor para aguentar o tráfego, verificar os certificados de segurança, verificar os métodos de pagamento e testar os descontos na plataforma;
  • Definir estratégias de pós-venda;

Mas diz pra gente: você não vai querer que nenhum problema atrapalhe sua Black Friday, vai? Então veja só a lista dos maiores vilões dessa data que separamos pra você!

Deixe um Comentário!

DEIXE UMA RESPOSTA:

Please enter your comment!
Por favor, insira seu nome