Home Destaque Abra espaço para os produtos orgânicos na gôndola
mulher com lista de produtos na mão para comprar no supermercado

Abra espaço para os produtos orgânicos na gôndola

0
351

Os produtos orgânicos vêm caindo no gosto do consumidor brasileiro e se destacando ano a ano no cenário de vendas. Os motivos são vários, mas a ideia de consumir produtos saudáveis pode ser considerada a mais importante. E isso impacta diretamente na sua loja, e por si só já é um grande motivo de ter produtos orgânicos na gôndola.

Mesmo que possam custar um pouco mais, as pessoas têm buscado por itens que promovam a qualidade de vida. Elas estão de olho em produtos que tenham o mínimo de conservantes e outros componentes químicos que comprometem a rotina saudável.

Minha missão hoje é te mostrar por que é rentável ter produtos orgânicos nas gôndolas com bastante dados, além de te mostrar ótimas opções de produtos e como vender.

Vamos?

De vento em popa

O consumo de orgânicos apresentou crescimento de 30% no ano passado em relação a 2019. De acordo com os dados da Associação de Promoção dos Orgânicos (Organis), foram mais de R$ 5,8 bilhões comercializados com a venda desses produtos no varejo.

A alta já vem sendo acompanhada há um bom tempo. Quanto maior a demanda, maior a oferta. De 2016 a 2019, houve maior movimentação de produtores.

Conforme a Organis, o crescimento observado no número de unidades produtivas de orgânicos no Brasil foi de 50%. O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) sinaliza que, até ano passado, eram 22 mil unidades cadastradas.

E sabe o que mais chama atenção? O mercado ficou mais surpreso pelos números em 2020 porque o setor continuou crescendo de forma rápida, mesmo com a pandemia do coronavírus. Deixando claro que a questão quanto à alimentação saudável só ganhou ainda mais força.

As expectativas também são boas para 2021. O mercado acredita em uma alta de pelo menos 10% para este ano. Por isso, a importância de você ter produtos orgânicos na gôndola. Ao menos uma exclusiva para a categoria.

O movimento orgânico

Muita gente tem o pensamento de que produtos orgânicos são apenas os hortifrútis, como frutas, legumes, verduras, folhas etc. Mas o segmento vai muito além disso.

Há, hoje em dia, inúmeros itens embalados de produção 100% orgânica e que também invadem as gôndolas dos mercados e as despensas dos consumidores. Por exemplo as bebidas, especialmente sucos, vinhos e café.

São produtos que não contêm ingredientes sintéticos e agrotóxicos, cultivados em adubos naturais ou com defensivos biológicos, quando é necessário.

Veja alguns exemplos de produtos orgânicos para você ter na loja:

Com certeza os alimentos são mais tradicionais na categoria, mas a linha de higiene e cuidados pessoais também vem explorando uma gama enorme de produtos orgânicos como sabonetes, loções hidratantes, shampoos, máscaras, desodorantes, etc.

Tem que ter certificação

selo de certificação produtos orgânicos

Atenção! O consumidor está muito esperto e não se deixa enganar. Dessa forma, você também precisa estar atento e reconhecer quando um produto é definitivamente orgânico, antes de adquiri-lo para o seu comércio.

Mesmo que sejam orgânicos, há todo um processo para a comercialização correta dessa categoria. Os produtos devem ser certificados e receber um selo reconhecido pelo governo federal, por meio do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento.

Esse selo vai comprovar que o produtor cumpriu todas as normas de produção. Aí para identificar é fácil. No caso dos produtos embalados, no rótulo tem que constar visivelmente o selo.

Até nas embalagens dos produtos frescos, como folhas, frutas e carnes, essa certificação precisa estar lá. Apenas aqueles produtos vendidos a granel não precisam dispor do selo de certificação.

Incentivo aos orgânicos

Adquirir produtos orgânicos ajuda a valorizar a cultura da agricultura familiar e também a renda, bem como os médios e grandes produtores que geralmente têm um custo bem mais alto na produção, devido aos riscos de conservação dos produtos.

Algo fundamental de você levar em consideração na hora de repassar as informações ao consumidor é de que esses produtos têm melhor valor nutricional com lipídios, proteínas e sais minerais de mais qualidade do que os industrializados.

Sem agrotóxicos, o vegetal orgânico produz substâncias para se defender de pragas e doenças. Grande parte dessas substâncias naturais que são produzidas pela própria planta, como é o caso de antioxidantes, acaba beneficiando a saúde humana ao fazer o consumo dos produtos.

Além disso, dispor desse mix na sua loja ajuda a estimular o movimento orgânico, a sustentabilidade ambiental e a aceitação desses produtos por parte da sociedade. A mentalidade muda a partir do varejo também, como já tem mudado.

Muitos lares brasileiros já priorizam a compra de itens orgânicos no dia a dia. Por isso, você também é responsável por disseminar a importância de orgânicos para a saúde do seu cliente.

Produtos orgânicos na gôndola

homem com cesta de supermercado na mão lendo sobre produto

A melhor forma de incentivar a venda desses itens é organizando um espaço exclusivo para os produtos orgânicos na gôndola. As bebidas podem ser expostas em refrigeradores para estimular mais ainda o consumo da bebida pronta e mais fresca.

Sinalize para os seus clientes onde ele pode encontrar os produtos e faça um layout diferenciado para destacá-los dentro do ponto de venda.

Se possível, monte um espaço à parte, talvez uma ilha pequena de produtos, próximo aos caixas ou do setor de hortifrutigranjeiros.

Outra dica: os produtos orgânicos não devem ser expostos junto aos convencionais. Há obrigatoriedade em separar os alimentos até para evitar risco de contaminação com os outros alimentos. Oriente seus clientes a fazer a mesma coisa em casa.

De início e com base no que você conhece do seu público, você pode trabalhar um mix reduzido de orgânicos para sentir a adesão. À medida que as vendas forem aumentando, invista mais no sortimento.

Não se esqueça também sobre o que falamos sobre a certificação. Vender orgânicos só está autorizado aos supermercados sob o selo emitido pelo Mapa.

Inovação de mercados

Aposte nos canais virtuais para incentivar a venda de orgânicos. Caso você ainda não venda produtos orgânicos, tente fazer uma ação de marketing para divulgar o novo mix.

Nas redes sociais e no Whatsapp, criei folders ou mensagens atrativas para mostrar para o seu consumidor que você trabalha com a linha orgânica. Explique ainda as vantagens do consumo desses produtos e exponha um breve catálogo dos itens.

Uma alternativa encontrada por muitos varejistas foi adotar o modelo de assinaturas. Os clientes recebem semanal ou quinzenalmente a lista de produtos orgânicos que a loja vai contar naquele período. Dessa forma, eles se programam e você não perde vendas.

Aproveite que o mercado está em alta e abra espaço para os produtos orgânicos na gôndola. Conte com o Martins para iniciar esse novo nicho na sua loja ou até mesmo para complementar o mix dessa linha.